XDEX, plataforma de Bitcoin dos sócios da XP Investimentos, lança curso gratuito sobre Bitcoin

A plataforma de investimento em criptomoedas, XDEX, que é de propriedade dos sócios da XP Investimentos, anunciou em 17 de janeiro que vai disponibilizar, gratuitamente, um curso voltado a investidores de Bitcoin, segundo informações do portal Infomoney.

Segundo a publicação o curso será disponibilizado por e-mail e foi desenvolvido em parceria com à Paradigma Education. O projeto é chamado "7 Dias De Bitcoin" e, "a ideia é trazer a criptomoeda para mais perto do investidor".

“Percebemos que muita gente tem receio desse mercado por conta da volatilidade, da incerteza e da falta de informação de qualidade. Mais do que reclamações sobre o sobe e desce nos preços, ouvimos muito a pergunta: mas como dá pra atribuir um valor ao bitcoin? Como dá pra adquirir? O que preciso saber pra não cair em roubada?”, comenta Paulo Junqueira, consultor na XDEX.

De acordo com a publicação, as pessoas que estiverem interessadas no curso podem se inscrever pelo link e devem receber as aulas, uma vez por dia, sempre pela manhã, durante sete dias. O curso promete ser didático e não usar muitos termos técnicos "mas analogias simples para que qualquer um consiga aprender o real significado da criptomoeda".

Durante o curso, as lições apresentadas terão complexidade crescente, e vão usar metáforas visuais para garantir que os conceitos-chave sejam gravados na memória. Além disso, há mais de 80 links ao longo do material, fornecendo um mapa intelectual para quem desejar explorar a literatura sobre o tema.

“Não é por acaso que o Brasil nunca se livra das pirâmides com criptomoedas. Elas continuam se proliferando porque continua havendo demanda. Continua havendo demanda porque quase ninguém entendeu sobre o que isso tudo diz respeito”, conta a Paradigma.

Como noticiou o Cointelegraph, recentemente a Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCRipto) compartilhou um documento no qual traça um panorama sobre o reconhecimento de diversas instituições do governo brasileiro, sobre o mercado de Bitcoin e criptomoedas.

"A ABCripto cumprindo sua missão de representar o ecossistema junto aos legisladores e reguladores preparou um panorama com os principais avanços das discussões sobre o mercado de criptoativos no Brasil. Em 2020 trabalharemos para seguir qualificando o debate e na busca por um ambiente de negócios pujante, com ampliação de mecanismos de proteção aos investidores e fomentando o desenvolvimento do mercado brasileiro", destacou o diretor da ABCripto, Safiri Felix

Confira mais notícias