Vasco da Gama fecha parceria com startup de criptomoeda que promete proteger a Amazônia

O Clube de Regatas Vasco da Gama, clube de futebol do Rio de Janeiro (RJ), firmou uma parceria com a startup de veganismo VeganNation, que possui uma criptomoeda dedicada à preservação da Amazônia. A informação foi confirmada ao Cointelegraph Brasil pelo diretor de marketing do Vasco, Carlos Cerqueira.

Em entrevista pelo telegone, o Vice-presidente de Marketing do clube esclareceu que o clube inicialmente vai apoiar institucionalmente a iniciativa da VeganNation, que procurou o clube para apresentar seu projeto. Ele diz:

"O que nós estamos fazendo é apoiando institucionalmente, colocando a marca do Vasco junto à preservação do meio ambiente."

Ele diz também que o clube discutiu novas formas de parceria além do apoio institucional, mas os eventuais projetos ainda precisam de desenvolvimento:

"Outras iniciativas também foram discutidas, o Vasco tem uma história social muito importante, desde ser o primeiro time a escalar um jogador negro até a luta contra o assédio nos estádios, então a gente tem vontade de desenvolver, de forma estruturada, alguma coisa pioneira, de preservação e reutilização de resíduos, de conscientização dos torcedores pela melhor utilização dos materiais recicláveis, mas ainda não temos nada pronto nesse sentido."

Segundo a startup, o objetivo da empresa é usar a marca do Vasco da Gama para promover sustentabilidade na indústria esportiva. A ideia é educar a comunidade esportiva quanto a soluções para gestão de resíduos geradas por grandes eventos esportivos.

Segundo o diretor de marketing do Vasco, o clube já foi procurado por outras empresas de criptomoedas em busca de patrocínio ou apoio institucional, mas as conversas não evoluíram. Ele diz que o mercado ainda é pouco conhecido no mundo do futebol:

"Acho que é um segmento pouco conhecido pela maioria das pessoas. Tem muito especulador ainda, mas se provar que dá certo, se tiver liquidez, acho que uma iniciativa é super bem-vinda, mas por enquanto não vi uma união muito eficaz entre esse segmento e o futebol."

Uma matéria do portal VegNews diz que a VeganNation já é parceira de outros clubes como Remo, Paysandu, Iranduba e Nacional, todos da região norte do Brasil, além do capitão do pentacampeonato da Copa do Mundo, Cafu.

Além disso, a empresa lançou em 2018 a VeganCoin, uma criptomoeda que possuiria o primeiro ecossistema vegano do mundo, usada em 2019 para a compra de uma concessão de 10 anos para preservar 15.000 acres da Amazônia.