Estatal russa de tecnologia deve cortar gastos de blockchain pela metade

A estatal do governo russo, Rostec, pretende reduzir em pelo menos 50% os gastos com o desenvolvimento de blockchain no país.

De acordo com o projeto da Rostec, a organização planeja gastar 28,4 bilhões de rublos (US$ 453,2 milhões) no desenvolvimento de tecnologias de blockchain na Rússia até 2024, em vez dos 55 bilhões (US$ 877,8 milhões) a 85 bilhões de rublos (US$ 1,3 bilhão) iniciais. A notícia foi divulgada pelo canal de notícias doméstico Kommersant em 27 de janeiro.

A empresa detalhou que a introdução da tecnologia blockchain no sistema de produtos exigirá 650 milhões de rublos (US$ 10,3 milhões), no sistema de saúde 1,17 bilhão de rublos (US$ 18,6 milhões), dos quais 575 milhões de rublos (US $ 9,1 milhões) serão alocados para o sistema de rastreamento de falsificação e consumo de produtos farmacêuticos. A implementação da blockchain nos serviços de habitação e serviços públicos exigirá ostensivamente 475 milhões de rublos (US$ 7,5 milhões).

Revisão do potencial efeito da blockchain na economia

A Rostec revisou sua avaliação do potencial efeito econômico direto e indireto do desenvolvimento de blockchain no país, enquanto as versões anteriores do roteiro sugeriram investimentos significativamente maiores na tecnologia. A previsão rebaixada do efeito econômico está ostensivamente ligada à mudança na situação macroeconômica.

O porta-voz da Rostec estipulou que atualmente há uma mudança na percepção da tecnologia, "uma auto-limpeza do mercado de projetos que não possuem uma estratégia de desenvolvimento e um certo nicho de mercado", enquanto o mercado russo nessas condições está em desenvolvimento mais suavemente e está escolhendo o caminho do "desenvolvimento menos arriscado".

A corporação enviou o documento ao Ministério das Comunicações e ao Centro Analítico do governo da Rússia para aprovação.

Rússia e blockchain

Vale ressaltar que a decisão surge após a nomeação do novo primeiro ministro da Federação Russa, Mikhail Mishustin, que pediu ao país que priorize o desenvolvimento da economia digital.

Enquanto isso, a Rússia implementou vários projetos de blockchain em vários setores. Em dezembro passado, a operadora nacional de redes de energia da Rússia, Rosetti, começou a testar uma solução blockchain para pagamentos no setor de varejo de eletricidade. O projeto tem como objetivo automatizar e tornar mais transparentes as transações entre produtores, fornecedores e consumidores de energia.

A gigante de mineração e fundição do país, Nornickel, também começou a testar sua plataforma para tokens de metal digital em colaboração com o grupo de comércio de mercadorias físicas Trafigura Group Ltd., a empresa de finanças e logística de metais Traxys SA e o grupo de tecnologia e reciclagem de materiais Umicore SA.