OKEx em Davos: Blockchain vai atender às necessidades dos que não possuem conta em banco

A principal exchange de criptomoedas, OKEx, está na 50ª Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial em Davos promovendo a tecnologia blockchain como um novo motor para o sistema financeiro global.

Duas apresentações - entregues pelo diretor de mercados financeiros da OKEx, Lennix Lai, em 22 de janeiro, na Russia House 2020 e na EmTech Investment Meeting 2020 - focaram no desafio de estender os serviços financeiros para mais de dois bilhões de pessoas em todo o mundo que não possuem conta em banco.

“Um sistema financeiro gratuito e aberto”

Em sua apresentação, Lai argumentou que um sistema financeiro digital descentralizado, sustentado por blockchain e criptomoedas, pode ser de benefício mútuo, tanto para os operadores nos mercados financeiros tradicionais quanto para a população global sem acesso aos bancos.

A inovação nas finanças descentralizadas (DeFi) está preparada para "substancialmente" reduzir os custos operacionais das instituições, argumentou ele, e reforçar a inclusão financeira, atendendo áreas que os bancos tradicionais não conseguem. Lai disse:

“Vemos o endosso de reguladores globais. [...] Também vemos a volatilidade do Bitcoin diminuindo, tornando-o um ativo alternativo favorável ao financiamento convencional. E a recente onda de DeFi reflete que as pessoas estão começando a criar um sistema financeiro livre e aberto.”

Um sistema em apuros

Conforme relatado, o tema deste ano em Davos é “Partes Interessadas por um Mundo Coeso e Sustentável”, que alguns têm interpretado como a resposta do Fórum Econômico Mundial ao crescente descontentamento público com a crescente desigualdade e o poder das elites financeiras oligopolistas, como evidenciado pelos protestos em toda a Europa , Ásia e América Latina no ano passado.

Comparando o evento deste ano em Davos com o do ano passado, o ex-principal mantenedor do Monero, Riccardo Spagni, apontou para a mesma prevalência de personalidades reguladoras e bancárias da "velha escola". Em uma entrevista ao Cointelegraph, Spagni - também conhecido como Fluffypony - disse:

“Eu acho que em muitos eventos como este e alguns outros eventos de blockchain, estamos começando a mostrar a eles que se eles não se adaptarem, se não mudarem, terminarão perdendo.”