Ministro da tecnologia indiano solicita soluções blockchain para melhorar educação pública

O ministro indiano de telecomunicações e TI, Ravi Shankar Prasad, encarregou o Centro Nacional de Informática (NIC) de desenvolver uma solução baseada em blockchain para melhorar a qualidade das escolas públicas.

De acordo com um relatório de 20 de janeiro do Press Trust da Índia, o ministro fez o pedido na inauguração de um centro de excelência em tecnologia blockchain, criado pelo NIC em Bengaluru, em 18 de janeiro.

Blockchain desafiada a transformar a educação

O NIC e as autoridades estaduais locais devem abrir suas portas para startups que trabalham sob normas definidas, disse Prasad.

"Estou muito interessado em como podemos alavancar a blockchain no ensino fundamental. De fato, hoje vou dar uma tarefa à equipe do NIC. Vocês conseguem pensar em uma boa aplicação da tecnologia blockchain para melhorar a qualidade das escolas governamentais em todo o país?"

Tanto as escolas públicas quanto as privadas são boas, ele confirmou, mas ele acreditava que alavancar a tecnologia blockchain pode fazer uma mudança acontecer.

Grande incentivo para startups

A Índia abriga cerca de 26.000 startups, 9.000 das quais no setor de tecnologia. Prasad instou o NIC a desenvolver mecanismos para incluir essas startups em seu espaço de tecnologia, afirmando: "O NIC pode se tornar um grande patrocinador do movimento startup".

Embora as autoridades indianas estejam apoiando as tecnologias blockchain, a criptomoeda teve uma corrida mais atroz no país. Como o Cointelegraph relatou, o Supremo Tribunal está atualmente colhendo evidências da razão que fez o Reserve Bank of India impor uma proibição bancária em todo o país para o mercado de criptomoedas.