Gigante francesa de alimentos adere à blockchain da IBM para aprimorar transparência e cadeia de suprimentos

A plataforma blockchain da IBM Food Trust recebeu mais uma gigante francesa em busca de aumentar a transparência da proveniência do produto e da cadeia de suprimentos.

A Avril Group, um fabricante de óleos vegetais, ovos e proteínas e proprietário das marcas Matines e Lesieur, começou a usar a rede IBM Food Trust para garantir a rastreabilidade de seus produtos, de acordo com um comunicado de 4 de fevereiro.

Melhorando a responsabilidade social corporativa e a experiência do cliente

Com a tecnologia blockchain, o Grupo Avril espera fazer melhorias em sua responsabilidade social corporativa, especialmente quando se trata de setores como pecuária de qualidade e bem-estar animal.

A Matines busca aprimorar a experiência do cliente, fornecendo maior transparência através de um QR Code impresso dentro das caixas de ovos, que direciona os clientes para um aplicativo que contém todos os dados relacionados aos ovos - desde a maneira como as galinhas são alimentadas até a data de expedição para os armazéns dos distribuidores.

Produtores de alimentos adotam blockchain

Em janeiro, a CHO, um dos maiores produtores de azeite no sul do Mediterrâneo, anunciou que está usando a tecnologia blockchain da IBM para fornecer rastreabilidade para o seu azeite extra virgem Terra Delyssa. Falando com o Cointelegraph sobre a iniciativa, o vice-presidente da IBM Blockchain Supply Chain Solutions, Ramesh Gopinath, disse:

“A melhor parte da rede IBM Food Trust é sua capacidade de conectar membros da cadeia de suprimentos, como o consumidor final e o agricultor. A CHO fez exatamente isso, pois todas as entidades envolvidas podem compartilhar dados, que não apenas fornecem rastreabilidade e informações sobre alimentos, mas também mostram para onde a confiança em alimentos está caminhando em geral. ”

Os fabricantes de alimentos têm buscado ativamente a adoção da blockchain nos últimos meses. Os gigantes do varejo Carrefour e Nestlé começaram a usar a blockchain Food Trust  para rastrear a cadeia de fornecimento de fórmula à base de leite para bebês, em novembro passado. As empresas pretendem, assim, aumentar a confiança do consumidor na qualidade do produto.

No mesmo mês, a plataforma de aplicativos blockchain VeChain, com sede em Singapura, lançou um novo sistema de rastreamento de blockchain para a indústria de alimentos e bebidas. A empresa havia trabalhado com o grupo de certificação de alimentos DNV GL e o especialista em cadeia de suprimentos ASI Group no projeto, conhecido como Foodgates.