Temendo revolta, site de Roger Ver recua do imposto de mineração proposto para o BCH

De acordo com uma declaração divulgada hoje, 28 de janeiro, o Bitcoin.com, de Roger Ver, está recuando da proposta de imposto de mineração de 12,5% sobre o Bitcoin Cash, juntamente com outros grandes grupos de mineração, devido à esmagadora resposta negativa da comunidade à proposta.

Posição do Bitcoin.com

Na semana passada, as personalidades do Bitcoin Cash (BCH) propuseram um imposto de 12,5% sobre as recompensas de mineração, que seria investido no desenvolvimento da rede. Agora, o Bitcoin.com rejeitou o imposto de mineração proposto, a menos que sejam feitas sérias alterações:  

"Como está agora, o Bitcoin.com não continuará apoiando nenhum plano, a menos que haja mais concordância em todo ecossistema, de modo que o risco de uma divisão de cadeia seja desprezível. Acreditamos, que é claro, que a proposta existente não tem suporte suficiente.”

No post, o Bitcoin.com pediu transparência, flexibilidade e unidade.

O Bitcoin.com sugere que a falta de acordo do ecossistema arrisca uma divisão na cadeia, embora eles pareçam estar procurando maneiras de financiar um desenvolvimento adicional:

"Vamos trabalhar para elaborar um plano que seja lucrativo para todas as partes relevantes e que preserve a economia fundamental do Bitcoin Cash."

A postagem termina pedindo para mais flexibilidade:

"Uma proposta permanente seria, com efeito, uma carta branca sobre o desenvolvimento e incentivaria o" desenvolvimento pelo desenvolvimento ", o que anularia o objetivo da captação de recursos para [...] criar dinheiro rápido, confiável e digital, mediante um pagamento estável, praticamente imutável, um protocolo Bitcoin economicamente racional."

Críticos atacam a proposta

O Cointelegraph informou na semana passada sobre o imposto proposto publicado pelo CEO da Btc.top Jiang Zhuoer. O "plano de financiamento de infraestrutura" faria com que os mineradores enviassem 12,5% das recompensas de mineração a uma entidade em Hong Kong. As entidades a favor representam 27% da hashrates. De maneira mais controversa, a proposta incluiu mineradores “órfãos” - a prática de remover blocos da cadeia que se assemelha a um ataque de 51%.

Os críticos enfatizaram o encaminhamento dos fundos para uma corporação, em vez de uma organização sem fins lucrativos, e a ausência de um procedimento de votação, o que significaria que os proprietários da empresa controlariam o desenvolvimento do BCH. Outras queixas incluem interferência e lucratividade do governo chinês, já que o imposto afetaria as receitas dos mineradores.

Em outras notícias sobre criptomoedas que buscam financiar o desenvolvimento, Charlie Lee, do Litecoin, afirmou em 24 de janeiro que os mineradores doam 1% de suas recompensas ao desenvolvimento .

O Cointelegraph entrou em contato com Roger Ver para comentários, mas ainda não havia recebido resposta.