Elon Musk finalmente esclarece sua opinião sobre Bitcoin e criptomoedas

Após uma longa e enigmática série de tweets sobre o Bitcoin (BTC), o CEO da SpaceX e da Tesla Elon Musk elaborou sua posição sobre as criptomoedas em um podcast de 20 de janeiro. Observando que ele não está "nem aí nem aqui para o Bitcoin", Musk se concentrou em tratar de seu uso para transações ilegais.

O bilionário esteve recentemente no centro do debate depois de vários tweets curtos e enigmáticos relacionados à criptomoeda. Em 10 de janeiro, ele publicou um tweet dizendo: "Bitcoin *não é* minha palavra segura".

O fato acompanha um tweet igualmente enigmático de abril de 2019, dizendo: "Criptomoeda é minha palavra segura".

Mas, apesar de geralmente serem considerados piadas, especialmente à luz de tweets anteriores, como quando ele prometeu levar a "Tesla em privado por US$ 420", a história inicial de Musk está profundamente ligada à indústria de tecnologia financeira.

Em 1999, Elon Musk fundou o X.com, um banco on-line que, através de fusões posteriores, tornou-se o PayPal. Ele mencionou a empresa no podcast, observando:

"Se o PayPal tivesse executado o plano que eu queria executar, acho que provavelmente seria a empresa mais valiosa do mundo".

Os entrevistadores perguntaram o que Musk pensava sobre Bitcoin e criptomoedas, dada sua semelhança com a X.com. Musk respondeu que "não está nem aí nem aqui no Bitcoin".

Ele definiu o white paper de Satoshi como "bastante inteligente" e completou dizendo que sua posição sobre as criptomoedas "irrita as pessoas da área de criptomoedas". E continuou:

“Existem transações que não estão dentro dos limites da lei - obviamente existem muitas leis em diferentes países - e normalmente o dinheiro é usado para essas transações. Mas, para que transações ilegais ocorram, o dinheiro também deve ser usado para transações legais. Você precisa de uma ponte ilegal para legal. É aí que entra a criptografia. ”

Musk observou que o dinheiro é cada vez mais difícil de usar, mas qualquer alternativa teria que ser utilizável para fins legais e ilegais, pois "não conta de outra forma".

Mesmo que ele não seja totalmente adepto das criptomoedas, Musk vê um objetivo claro para elas:

“Você deve criar uma ponte entre o que é ilegal para o que é legal. Então, eu vejo as criptomoedas como efetivamente um substituto para o dinheiro. Não vejo as criptomoedas como o banco de dados principal [para transações]. ”

Apesar da conotação negativa de ser usada para fins ilegais, ele enfatizou que não está “julgando a criptografia”. Na opinião de Musk, os governos exageram em certos aspectos:

“Acho que há muitas coisas ilegais que não deveriam ser ilegais. Acho que às vezes os governos têm leis demais sobre as missões que deveriam ter e não deveriam ter tantas coisas que são ilegais. ”

Embora não seja um endosso completo, Musk não é exatamente opositor das criptomoedas. Em uma parte anterior da entrevista, ele disse que "os bancos estão com problemas" - embora ele se referisse principalmente a concorrentes como o Stripe.