Em Davos, ex-presidente da CFTC dos EUA diz que projeto de dólar digital vai focar nos benefícios de CBDCs

O ex-presidente da Comissão de Negociação, Futuros e Commodities dos Estados Unidos (CFTC) deu novas declarações sobre sua iniciativa do Dólar Digital, falando em Davos.

Em 22 de janeiro, o ex-presidente da CFTC, J. Christopher Giancarlo, confirmou que o projeto Digital Dollar considerará as vantagens da moeda digital do banco central dos Estados Unidos (CBDC), de acordo com comentários para um evento de Davos em matéria do The Block.

No evento, Giancarlo está programado para fazer seu primeiro discurso público dedicado ao projeto Digital Dollar baseado em blockchain, anunciado pela primeira vez na semana passada.

Digital Dollar vai desenvolver estrutura prática para CBDC do dólar

Anteriormente, os fundadores da iniciativa revelaram alguns detalhes sobre o projeto em dois artigos separados publicados pelo jornal The Wall Street. No entanto, nenhum deles falou explicitamente sobre uma CBDC.

Nenhum deles se opõe a criptomoedas como Bitcoin (BTC) ou stablecoins como Tether (USDT), uma moeda digital do banco central ou CBDC é a forma digital de dinheiro fiduciário emitida pelo Estado e com status de curso legal aprovado pelo governo. Algumas partes do governo dos EUA já estão explorando o possível lançamento de uma CBDC até o momento.

Nas observações recentemente publicadas, Giancarlo diz claramente que a iniciativa do Dólar Digital “desenvolverá uma estrutura para possíveis etapas práticas que podem ser tomadas para estabelecer um CBDC em dólar”. Suas observações planejadas diziam:

"O Projeto procurará, finalmente, identificar opções para uma solução CBDC que aprimore a eficácia da política monetária e a estabilidade financeira".

Giancarlo diz que adoção de dólar digital nos EUA é "prioridade"

Giancarlo ainda enfatizou que vários bancos centrais em todo o mundo permaneceram céticos em relação às CBDCs, elaborando que o efeito adicional dessas moedas digitais no sistema financeiro nacional do banco central e na economia nacional ainda é incerto. O ex-presidente da CFTC também apontou várias preocupações associadas, como privacidade, segurança, fraude e lavagem de dinheiro.

Apesar dessas preocupações, Giancarlo argumentou que a adoção de um dólar digital nos EUA é "crítica" no contexto de outros países desenvolvendo suas próprias moedas digitais:

“A adoção de um dólar digital nos EUA é vista como fundamental para uma possível recalibração ordenada da atratividade do dólar em relação a outras moedas digitais para apoiar condições monetárias internacionais estáveis. ”

Como noticiou o Cointelegraph, O Projeto Digital Dollar de Giancarlo é apoiado pela gigante global de consultoria Accenture, que estaria colaborando com o banco central da Suécia em sua própria moeda digital conhecida como e-krona.

Daniel Gorfine, co-fundador da Digital Dollar Foundation e ex-funcionário da CFTC que liderou a pesquisa de fintech do regulador, disse anteriormente ao Cointelegraph que a Fundação exploraria todos os aspectos críticos de um CBDC dos EUA, incluindo “contestar questões legais, econômicas, de privacidade e segurança e questões de tecnologia ".