Especialistas chineses sugerem uso da tecnologia blockchain no sistema de crédito social do governo

Os especialistas chineses em tecnologia realizaram um seminário intitulado "A tecnologia Blockchain ajuda o novo sistema de crédito social da China" em 14 de janeiro. O portal de notícias em inglês China.org.cn informou em 22 de janeiro que mais de 20 especialistas de universidades, institutos de pesquisa e empresas participaram do evento.

O sistema de crédito social da China é um sistema de reputação cidadã que o governo chinês está atualmente desenvolvendo. Os testes regionais de crédito social começaram em 2009, enquanto um piloto nacional começou em 2014. Quatro anos após o início do piloto nacional, os esforços foram centralizados sob a alçada do banco central do país, o Banco Popular da China.

Agora, presumivelmente, especialistas chineses querem aproveitar a confiabilidade e a imutabilidade da tecnologia blockchain para garantir que os dados de crédito social estejam sempre acessíveis e não possam ser alterados por atores não autorizados.

O Grupo de Tecnologia Yunhe (Zhejiang), o Instituto de Pesquisa Conjunta Yunhe New Social Credit System, o Instituto de Pesquisa de Responsabilidade Social Empresarial da China Blockchain e o Instituto de Pesquisa de Tecnologia Inteligente da Rede Industrial Huaxia de Pequim organizaram o seminário em conjunto.

 

Os cidadãos são sempre vigiados

O sistema de crédito social estabelece uma pontuação representativa da confiabilidade de cada cidadão. A pontuação é amplamente influenciada pela inteligência artificial e pelo processamento de dados de milhões de câmeras de CFTV instaladas na China continental.

As coisas que influenciam negativamente a pontuação incluem, mas não se limitam a, tocar música alta ou comer em transporte público, violar as regras de trânsito, fazer reservas em restaurantes ou hotéis, mas não aparecer, e não separar corretamente o lixo pessoal. As consequências de uma baixa pontuação incluem a negação de bilhetes de alta velocidade para trens ou viagens aéreas.

Em meados de novembro do ano passado, Andre Szykier, CTO da operadora de caixas eletrônicos Bitcoin Blockchain BTM, sugeriu que a especulação de criptomoeda provavelmente influenciará negativamente a classificação de crédito social de uma pessoa.

O governo chinês e as empresas domésticas adotaram a tecnologia blockchain de braços abertos, aplicando-se a vários processos comerciais e administrativos, em uma infinidade de indústrias. Em outubro, o presidente Xi Jinping pediu que o país acelerasse sua adoção da tecnologia blockchain.

Como o Cointelegraph relatou recentemente, o Banco Popular da China já concluiu o design da camada superior e os testes conjuntos de sua moeda digital do banco central, que será lançada em breve.