Relatório: em 2019, a China realizou 245 acordos de investimento em blockchain - 50% menos que em 2018

Os investimentos chineses em blockchain caíram mais de 40% em 2019, de acordo com um novo estudo de fontes estatais.

Ao longo de 2019, a China fez 245 acordos de investimento e financiamento, quase 60% menos que no ano anterior.

Gastos em investimentos blockchain na China tiveram os maiores números em 2018

De acordo com um estudo conjunto da Xinhua, empresa de informações financeiras e mídia administrada pelo governo da China, e da plataforma de dados financeiros Rhino Data, o valor total gasto em investimentos em blockchain representou 24,4 bilhões de yuans (US$ 3,6 bilhões). Publicado oficialmente pela Xinhua Finance em 15 de janeiro, o estudo diz que esse número caiu 40,8% em 2019 em comparação a 2018.

No entanto, tanto o valor quanto o número de transações aumentaram significativamente desde 2017, observa o relatório. Como tal, o ano de 2018 continua sendo o pico em termos de investimento em blockchain para a China até agora, com mais de 600 negócios ocorrendo ao longo do ano, enquanto 2017 representou apenas 168 negócios, de acordo com os dados.

China’s blockchain investment spending from 2014 to 2019

Gastos com investimentos em blockchain na China de 2014 a 2019. Fonte: Xinhua

Como parte do estudo, a Xinhua descobriu que os investimentos em estágio inicial, como as rodadas de financiamento da Série A, representavam 43,3% em 2019, enquanto a proporção de investimentos estratégicos, fusões e aquisições, no segundo semestre de 2019, aumentaram significativamente. Além disso, 292 instituições participaram desses investimentos, com Pequim, Shenzhen e Hangzhou atraindo os maiores projetos de blockchain.

China e sua moeda digital do banco central

Como a China fortaleceu sua experiência em blockchain ainda mais exaustivamente depois que seu presidente convocou o país para acelerar a adoção de blockchain no final de outubro de 2019, o fato de que os gastos com blockchain no país caíram em 2019 parece um tanto inesperado.

No final de 2019, a Xinhua citou um estudo da empresa americana de inteligência de mercado IDC, prevendo que os gastos do país em tecnologia blockchain excederão US$ 2 bilhões em 2023.

Além de financiar ativamente as iniciativas blockchain, o governo chinês também avançou no desenvolvimento de uma moeda digital apoiada pelo governo, o yuan digital. Conforme relatado pelo Cointelegraph, o Banco Popular da China pesquisou a CBDC (moeda digital do banco central) por cinco anos antes de apresentar seu primeiro piloto da moeda em dezembro de 2019.