Cofundador e CEO da Cardano diz que prepara hard fork para o começo de fevereiro

O cofundador e CEO da IOHK, Charles Hoskinson, a empresa blockchain por trás do Cardano (ADA), disse que espera que a moeda tenha um hard fork em meados de fevereiro.

Em uma live de 17 de janeiro, Hoskinson observou que espera que o algoritmo de consenso de Cardano seja atualizado com um hard fork no próximo mês. Ele disse que tem "bastante alta certeza" de que o Ouroboros Bizantine Fault-Tolerant Consensus Protocol (OBFT) será implementado em meados de fevereiro: 

“Parece que fevereiro - com uma probabilidade bastante alta - nós vamos ter o hard fork OBFT. Ainda estamos conversando com nossos parceiros sobre isso e queremos apenas garantir que toda a infraestrutura esteja alinhada, mas a infraestrutura parece muito boa; portanto, em meados de fevereiro, prevemos um hard fork OBFT. ”

O Cointelegraph entrou em contato com a IOHK para esclarecer as mudanças provocadas pela atualização, e aguarda a resposta para atualizar esta notícia.

Hoskinson também disse durante a transmissão ao vivo que a integração da carteira de hardware Ledger com o software de carteira Daedalus Cardano está quase pronta para implantação.

Cardano tem rápido desenvolvimento

Este não é o único desenvolvimento recente da Cardano. Como o Cointelegraph noticiou hoje, o braço comercial de blockchain da Cardano, Emurgo, fez uma parceria com o governo do Uzbequistão para formar uma força-tarefa de blockchain para desenvolver regulamentos para ofertas e exchanges de secutiry tokens.

No mês passado, uma nova rede de testes Cardano foi lançada e, em 24 horas, os detentores de ADA apostaram mais de 5 bilhões de moedas (no valor de cerca de US$ 195 milhões na época), mostrando participação considerável dos proprietários na atividade da rede.