Gigante das telecomunicações do Reino Unido abandona o projeto Libra do Facebook

Somando a uma longa lista de partidas no final do ano passado, a Vodafone, gigante das telecomunicações, deixou a associação Libra, um porta-voz da Vodafone confirmou ao Cointelegraph em um e-mail de 21 de janeiro de 2020.

O representante disse:

“O Grupo Vodafone decidiu se retirar da Associação Libra. Dissemos desde o início que o desejo da Vodafone é dar uma contribuição genuína para ampliar a inclusão financeira. Continuamos totalmente comprometidos com esse objetivo e sentimos que podemos dar o máximo de contribuição, concentrando nossos esforços no M-Pesa. Continuaremos a monitorar o desenvolvimento da Associação Libra e não descartamos a possibilidade de cooperação futura.”

M-Pesa é uma opção de pagamento móvel africana desenvolvida pela Safaricom, uma empresa sediada no Quênia, com a qual a Vodafone colabora.

Libra permanece inabalável

O Cointelegraph também recebeu uma declaração da Libra Association em 21 de janeiro sobre a partida da telecom. "Podemos confirmar que a Vodafone não é mais um membro da Libra Association", disse Dante Disparte, chefe de política e comunicações da Libra Association, em comunicado.

"Embora a composição dos membros da associação possa mudar com o tempo, o design da governança e da tecnologia garante que o sistema de pagamento do Libra permaneça resiliente", acrescentou Disparte. "A Associação continua o trabalho para alcançar uma implementação segura, transparente e amigável ao consumidor do sistema de pagamento Libra."

Vodafone junta-se a outras saídas

Quase imediatamente depois que o Facebook divulgou o white paper para seu ativo digital, o projeto foi alvo de críticas regulatórias, impedindo seu progresso.

Na última parte de 2019, muitos gigantes decidiram deixar a Libra Association, a principal entidade por trás do ativo digital.

Em outubro de 2019, o Cointelegraph informou sobre várias saídas de destaque da associação, incluindo Visa, Mastercard, eBay e PayPal.