Ontem, 15 de março, o preço do Bitcoin (BTC) subiu 14,33%, para um máximo diário de US$ 5.940. O forte movimento de alta permitiu que o preço saísse da faixa apertada de US$ 5.070 a US$ 5.520, mas no momento em que este artigo foi escrito, o preço recuava para baixo em sua faixa de negociação anterior.

Gráfico de 1 hora do BTC USDT. Fonte: TradingView

O aumento no preço ocorreu logo após o Federal Reserve dos EUA anunciar que reduziria as taxas de juros para 0% e lançaria um programa de flexibilização quantitativa de US$ 700 bilhões; o regulador forneceu detalhes adicionais sobre o tipo de títulos que compraria.

O pacote massivo de estímulos foi projetado para combater a turbulência do mercado provocada pelo Coronavirus, mas logo após o anúncio, os futuros da Dow caíram 1.000 pontos, disparando o limite e sinalizando que a abertura de segunda-feira poderia ver a Dow, S&P 500 e outros índices importantes devolver os ganhos acumulados no fechamento do mercado na sexta-feira, 13 de março.

A forte retração nos mercados futuros mostra que, apesar da forte intervenção do Fed, os investidores continuam extremamente preocupados com o impacto econômico de longo prazo de vários países que fecham suas fronteiras, as companhias aéreas cessam as operações e as quarentenas e toques de recolher obrigatórios obrigam dezenas de milhões de pessoas a interromper todas as atividades e permanecer em ambientes fechados.

Tabela de preços diários do mercado de criptomoedas. Fonte: Coin360

Assim, parece que o aumento do Bitcoin para US$ 5.940 pode ter sido nada mais do que um exemplo de preço sendo influenciado por notícias e, no momento da redação, o preço caiu abaixo de US$ 5.400.

Gráfico de preços diários do Bitcoin. Fonte: Coin360

Os preços das altcoins também se beneficiaram do anúncio do Federal Reserve. O XRP ganhou 3,47%, enquanto o Bitcoin Cash (BCH) e o Ethereum Classic (ETC) adicionaram 3,47% e 6,63%, respectivamente.

O valor total do mercado de criptomoedas agora é de US$ 154,7 bilhões e a taxa de domínio do Bitcoin é de 63,9%.

ACOMPANHE OS PRINCIPAIS MERCADOS DE CRIPTO EM TEMPO REAL aqui