O preço do Bitcoin (BTC) caiu quase 5% na segunda-feira de manhã, com os mínimos se posicionando em US$ 8.593, revertendo completamente a recuperação do fim de semana que subiu acima da marca de US$ 9.000 e abaixo dos mínimos da semana anterior.

Como vimos recentemente, todas as outras principais criptos seguiram o exemplo, com o Ether (ETH) conseguindo ter um desempenho melhor em relação ao dólar dos EUA do que seus pares, mas ainda perdendo valor.

Com um início de semana ruim, vamos nos aprofundar nos gráficos para ver se o fim do sangramento do Bitcoin, que continua a liderar a queda do mercado, está próximo.

Visão diária do mercado de criptomoeda. Fonte: Coin360

Gráfico semanal

O Bitcoin sofreu uma forte rejeição à resistência semanal de US$ 9.500, não conseguindo quebrar o principal nível de resistência e suporte a longo prazo na semana passada. 

Gráfico semanal do par BTC/USD. Fonte: TradingView

A rejeição pode ser claramente vista como uma continuação da resistência diagonal no gráfico, que tem sido um obstáculo para o BTC desde que ele atingiu altas anuais de quase US$ 14.000 na última semana de junho.

O indicador de convergência e divergência de médias móveis (MACD) mostra que as principais médias móveis exponenciais, nomeadamente as EMAs 26 e 12, continuam em baixa. Contudo, eles estão começando a se fechar, como mostra os pontos mais baixos do histograma.

Isso significa efetivamente que, embora o preço ainda esteja em declínio, o impulso para baixo está diminuindo. A última vez que vimos isso foi na virada do ano e foi uma indicação precoce de que o Bitcoin pode estar nos estágios iniciais de encontrar um fundo.

O volume da semana passada retornou a alguns dos pontos baixos do ano, o que significa que o preço pode precisar retornar mais baixo para encontrar juros dos otimistas, pois claramente os pessimsitas permanecem no controle, com altas máximas mais baixas no gráfico semanal sendo o tema continuado.

As médias móveis de 50 e 100 permanecem no caminho certo para atravessar em três semanas e o farão no nível de suporte semanal principal de US$ 7.600. Caso o Bitcoin tenha um sentimento de alta subjacente pelo restante do ano, os otimistas devem responder até o final de novembro.

Gráfico diário

Movendo os prazos para o gráfico diário, podemos ver que o Bitcoin perdeu o suporte da média móvel diária (MMD) 200 e caiu efetivamente na lacuna do Intervalo Visível do Perfil de Volume (IVPV), onde havia uma falta de volume no Intervalo de US$ 8.700-9.000.

Gráfico diário do par BTC/USD. Fonte: TradingView

A MMD 50 agora aumentou o preço logo acima da retração de 61,8% do movimento, que fez o Bitcoin testar de novo o nível de US$ 10.000.

É provável que ele desempenhe um papel fundamental nesta semana; uma falha aqui significaria que o preço seria enviado de volta para testar novamente o nível anterior de juros por volume em torno do ponto de controle em US$ 8.250.

A linha de baixa da MACD com mínimos mais baixos no histograma está implícita no aumento do momento de baixa no início da semana.

Gráfico de 4 horas

O gráfico de 4 horas é útil para destacar o objetivo de baixa; uma conclusão AB = CD do movimento descendente para medaos de US$ 8.200, onde grande parte do volume foi vista recentemente. A MACD no gráfico de 4 horas também está em processo de travessia de baixa, o que acrescenta peso à ideia de que o preço ainda pode cair.

Gráfico de quatro horas do par BTC/USD. Fonte: TradingView

Se os otimistas conseguirem romper o momento de baixa nesta semana, o grande desafio será retomar a resistência semanal de US$ 9.500, que será uma jogada extremamente significativa, se for o caso.

Um sinal precoce de que isso estaria no horizonte seria um fechamento diário de US$ 9.000, que receberia algum acompanhamento.

Livro de pedidos Bitcoin em USD à vista

Livro de ordem combinado do par BTC/USD. Fonte: Data.bitcoinity.org

A representação visual do livro de pedidos mostra que há muito interesse de compra para os otimistas acima do nível de US$ 8.000 e supera o interesse geral de venda.

Embora isso possa ser um pouco enganador devido a pedidos ocultos e de mercado, é um tanto indicativo de que há algum interesse dos otimistas nos principais níveis mencionados acima em US$ 8.000 baixo e os pessimsitas podem perder o interesse à medida que o preço se mova de volta aos níveis de suporte semanal.

Os otimistas devem manter os níveis de US$ 8.000

Com os pró-BTC sob pressão, todos os olhos estarão na manivela de US$ 8.000 nesta semana se os pessimsitas conseguirem empurrar o preço para baixo.

Se os otimistas puderem defender esse nível pelo restante do mês, podemos ver uma resposta à medida que as principais médias móveis de 50 e 100 convergem na última semana de novembro.

Nesse caso, pode haver uma boa chance de que o Bitcoin tenha um fechamento mais forte perto do fim do ano. O Bitcoin normalmente faz grandes movimentos em dezembro, tanto para baixo quanto para cima, por isso será um período interessante que levará pouco mais de cinco meses para que ocorra o halving do Bitcoin.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente as do autor e não refletem necessariamente as visões do Cointelegraph. Todo movimento de investimento e negociação envolve risco. Você deve realizar sua própria pesquisa antes de tomar uma decisão.