O universo dos games de metaverso não para de crescer e tem ignorado a baixa de 2022 que atingiu todo o mercado de criptomoedas levando o preço do Bitcoin (BTC) recuar mais de 20%, levando consigo Ethereum, BNB e outras criptomoedas.

Prova deste crescimento dos games ao estilo play-to-earn é o metaverso Clash NFT, um card-game inspirado em jogos clássicos como Magic, Clash of Clans, Zodiacs e Theta Arena.

No game, que conta com 3 modos de jogabilidade: batalha, aventura e farm, o objetivo dos jogadores é destruir a base inimiga, utilizando uma variedade de heróis e outras cartas com características, poderes e atributos especiais e, o principal, a cada batalha os jogadores vão ganhando ARDX, criptomoeda nativa da plataforma.

“Desenvolvemos um tokenomics amplo e sustentável para o game que vai garantir os jogadores um modelo rentável dentro do jogo e que também oferece diversas opções de remuneração para os usuários, desde o farm até os modos de batalha, garantindo a movimentação do nosso token nativo e, por consequência sua valorização”, destacam os desenvolvedores do game.

Ganhando dinheiro com o game

O objetivo do jogo, independente do modo, é construir um deck estratégico e destruir a Matriz de Energia do time adversário para coletar o NFT Energy Fragment que são conquistadas em vitórias. No game, os jogadores também necessitam de experiência (XP), que é adquirida por todos os cards em NFTs em campo após a finalização de uma batalha, independente do resultado final.

Um deck completo de batalha é composto por: 4 Heróis de Batalha (Obrigatório) 1 Nave Principal (Opcional) 2 Naves de apoio (Opcional) 1 Manipuladora de Energia (Opcional) 1 Arena (Opcional), todos itens em NFTs.

Ao formar um deck de batalha, um player nunca sabe qual a estratégia de jogo do adversário. Portanto, para garantir que as batalhas travadas sejam justas, o player pode batalhar somente em mundos que sejam correspondentes ao level menor que a maior carta de batalha do Deck em mãos. 

“Dessa forma, os jogadores irão travar incríveis batalhas, e a cada uma, usar o máximo de estratégia e táticas complexas para conquistar o seu fragmento e os NFTs do adversário. Assim, alcançarão um Ranking maior, novos mundos, e serão bem recompensados”, destacam os desenvolvedores.

A cada 24 horas são distribuídos, das taxas do marketplace, 2,5% para o tesouro; 1% game; 0,5% para os 100 jogadores com maior número de partidas; 0,3% para os 100 maiores Farmers; 0,2% para os 10 maiores invites.

Outra forma de ganhar dinheiro com o game será por meio da criação de descendentes e, para evitar a hiperinflação de heróis, há um número máximo de vezes que um NFT pode ser criado antes de se tornar estéril. São necessários 3 ingredientes para criar um descendente: 100% XP + NFT Energy Fragment + 02 NFTs do mesmo level.

Ao executar o processo de criação de um novo descendente, o player tem:  90% de probabilidade de ser gerado um NFT do mesmo level  8% de probabilidade de ser gerado um NFT com um nível superior  2% de probabilidade de ser gerado um NFT com dois níveis superiores.

O Clash NFT promete ser o novo sucesso dos games em NFT e já tem um roteiro definido para a ampliação de seu metaverso com propostas de expansão até 2024.