Analistas dizem que o hacker desconhecido por trás da violação da KuCoin está os tokens ERC-20 roubados na Uniswap. Embora a venda de tokens na exchange descentralizada baseada em Ethereum permita que o hacker obtenha Ether (), isso não significa que ele foi lavado.

Todas as transações feitas na rede de blockchain Ethereum são rastreáveis usando exploradores de blockchain, o que significa que mesmo se os tokens forem convertidos em Ether, os valores roubados ainda deixariam rastros. Isso significa que as exchanges podem (e provavelmente irão) suspender qualquer endereço de exchange que esteja associado aos fundos contaminados.

O gráfico de um dia do Ether. Fonte:

Tentar vender dezenas de milhões de dólares em fundos rastreados imediatamente após uma violação é arriscado. Todas as principais exchanges estão em alerta e, neste caso específico, a Tether () congelou os fundos vinculados ao hack da KuCoin.

Como a , a Bitfinex e o diretor técnico da Tether, Paolo Ardoino, disseram que a Tether congelou US$ 33 milhões em USDT, mas Ardoino enfatizou em uma declaração de acompanhamento que há diretrizes rigorosas que devem ser seguidas para congelar fundos. Ele :

“A Tether pode decidir congelar fundos em 2 situações: - cumprimento da lei/solicitação de regulador - os fundos são enviados para endereços irrecuperáveis (totalmente a critério da Tether). Essa capacidade não dá aos usuários de criptomoedas o direito de participar de golpes estúpidos ou prestar menos atenção.”

Com a Tether rastreando ativamente os fundos e as principais exchanges, como a Binance e a Bybit contatadas pela KuCoin, ficou cada vez mais difícil vender os fundos. O CEO da KuCoin, Johnny Lyu, :

“Estamos em contato com muitas das principais empresas de criptomoedas, como a Huobi, Binance, OKEx, BitMax e Bybit, bem como com projetos de blockchain, agências de segurança e agentes da lei para resolver isso. Algumas medidas eficazes foram tomadas, e iremos atualizá-los com mais detalhes em breve. ”

O hacker vendeu os tokens ERC-20 para obter ETH, mas as transações e endereços Ethereum podem ser rastreados usando o Etherscan.

Como as principais exchanges descentralizadas existentes não têm soluções de privacidade, os tokens ERC-20 deixam rastros para as exchanges seguirem. Por essa razão, muitos analistas não estão preocupados que o movimento e a venda no mercado de tokens de Ether coloque pressão sobre o preço do Ether.

Será a Uniswap o destino preferido para moedas roubadas?

De acordo com Ardoino, a venda de tokens ERC-20 roubados em uma exchange descentralizada como a Uniswap tem repercussões interessantes.

Ele sugeriu que, no futuro, as exchanges descentralizadas implementem soluções de privacidade, como transações confidenciais, para atrair os usuários. Ardoino :

“Isso pode ter repercussões interessantes. Enquanto estamos examinando a lavagem enquanto ela ocorre em uma DEX transparente, algumas considerações surgem para mim: os provedores de liquidez serão contaminados? Privacidade é fundamental, provavelmente a próxima DEX deve usar transações confidenciais. ”

LEIA MAIS: