O Twitter tentou contratar especialistas de segurança nos meses que antecederam o famoso hack desta semana.

De acordo com os anúncios de empregos da empresa, o Twitter publicou várias descrições importantes de empregos relacionadas à segurança da empresa há dois meses. A empresa estava (e ainda parece estar) contratando para um engenheiro de segurança de infraestrutura sênior, engenheiro de segurança sênior, dois engenheiros de segurança de aplicativos sênior e gerente de produtos da equipe para segurança e proteção de dados, entre vários outros.

Uma descrição do trabalho de um desses cargos é focada na redução dos riscos de segurança em toda a empresa:

“Como engenheiro de segurança, você se juntará a uma equipe de engenheiros que trabalha para reduzir os riscos de segurança em toda a empresa. Trabalhamos em colaboração com outras equipes para identificar riscos com impacto na segurança da empresa, comunicar esse impacto às equipes e à gerência e criar soluções de engenharia. ”

Outro anúncio de emprego enfatiza a resposta adequada às ameaças de segurança cibernética:

"Ao realizar investigações sobre atividades suspeitas, suas habilidades nos ajudarão a analisar eventos para descobrir o que aconteceu, documentar nossas descobertas e determinar o melhor curso de correção."

Enquanto isso, o Twitter ainda não divulgou ao público qual vulnerabilidade foi explorada pelos hackers. O Cointelegraph entrou em contato com o Twitter para comentar, mas ainda não recebeu uma resposta a tempo da publicação.

LEIA MAIS