O preço do Bitcoin (BTC) caiu abaixo de US$ 9.000 em um retrocesso rápido, caindo 5% em 48 horas. Marcou a sétima queda para os US$ 8.000 da criptomoeda melhor classificada por capitalização de mercado em um período de dois meses, desde o início de maio. Assim, os traders temem que quedas repetidas abaixo de US$ 9.000 possam enfraquecer um nível crítico de suporte.

Enquanto isso, apenas US$ 30 milhões em contratos futuros foram liquidados na recente queda na BitMEX. Os dados futuros indicam que existe a possibilidade de uma queda maior.

Por que o Bitcoin caiu para os US$ 8.000 e o que os traders pensam?

O Bitcoin estava devido um grande movimento de preços após quase dois meses de baixa volatilidade. A direção do próximo passo do BTC era incerta porque o BTC / USD estava em um ponto crucial.

Tecnicamente, se o Bitcoin permanecesse acima de US$ 9.200, um novo teste potencial de US$ 9.500 e os níveis de resistência de US$ 10.000 eram plausíveis. Mas os novos testes contínuos do nível de suporte de US$ 9.000 podem deixar o BTC vulnerável a uma profunda retração.

O trader de criptomoedas "Cheds" observou:

“Caindo dos 9k, invalida uma possível inversão inversa de cabeça e ombros com uma quebra do ombro direito. A mesma coisa aconteceu no dia 25 de junho.”

Gráfico de 4 horas do Bitcoin com uma Banda Bollinger. Fonte: Cheds

Em 25 de junho, o preço do Bitcoin caiu para tão baixo quanto $ 8.827 em uma queda rápida, causada principalmente pela venda de vários mineradores. Dados do ByteTree sugerem que alguns mineradores começaram a vender mais Bitcoin do que o habitual, mais uma vez.

Na semana passada, 6.619 BTC foram extraídos e 6.809 foram vendidos. Os mineradores venderam mais Bitcoin do que mineraram, deixando um estoque líquido negativo de 190 BTC.

A pressão de venda que levou o BTC a cair de US$ 9.250 para US$ 8.932 provavelmente veio dos mineradores e do mercado spot. O mercado futuro teve um impacto relativamente fraco sobre a grande queda de preço do Bitcoin, dada a baixa quantidade de liquidação de shorts na BitMEX.

Ainda assim, para que o preço do Bitcoin caia para os principais níveis de suporte de vários meses, como US$ 6.000, alguns traders acreditam que o BTC teria que cair abaixo de US$ 8.000. Por exemplo, o trader de Bitcoin Pentarhudi escreveu no início de junho:

“Top triplo no diário ... padrão de baixa. Irá disparar abaixo de US$ 8000 com uma meta de US$ 6000. Bloqueio triplo na parte superior ou na faixa.”

Se o preço do Bitcoin continuar caindo nos próximos dias para os US$ 8.000, isso significaria um top triplo em um período de tempo maior. Os dois tops anteriores foram alcançados em outubro de 2019 e fevereiro de 2020, quando o BTC atingiu US$ 10.500.

Um potencial top triplo em jogo para Bitcoin. Fonte: TradingView.com

Duas variáveis para o BTC no curto prazo

Nos últimos dias, o preço do Bitcoin retratou pouca correlação com o mercado de ações dos EUA. Nos últimos três meses, no entanto, o BTC e as ações movimentaram-se em conjunto na maior parte do tempo.

A quebra na correlação entre Bitcoin e ações indica que os mercados estão se movendo com base em suas respectivas dinâmicas. Isso pode fazer com que o BTC veja súbitas explosões de volatilidade mais uma vez, após uma mudança na tendência das últimas semanas.

Leia mais:

ACOMPANHE OS MELHORES MERCADOS DE CRIPTO EM TEMPO REAL AQUI