Embora os fundamentos no espaço cripto tenham melhorado nos últimos meses, a oposição repetida a projetos populares como o Libra manteve o sentimento moderado.

Falando na reunião de outono do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial, o ministro das Finanças da Alemanha, Olaf Scholz, opôs-se veementemente à ideia de permitir que o Facebook criasse o Libra porque, segundo ele, esta é uma "responsabilidade dos estados democráticos".

Da mesma forma, a Força-Tarefa de Ação Financeira também expressou sua preocupação com o Libra e outras stablecoins quando seu presidente Xiangmin Liu disse que a criação bem-sucedida dessas stablecoins pode levar a "novos riscos relacionados à lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo".

Performance semanal das criptomoedas. Fonte: Coin360

A capitalização de mercado total de criptomoedas se mantém entre 210 e 230 bilhões de dólares desde 25 de setembro. É improvável que essa consolidação continue por muito tempo.

Os traders devem observar de perto os principais níveis para se beneficiar da mudança iminente. Vamos analisar os gráficos dos cinco melhores desempenhos dos últimos sete dias e ver se há oportunidades de compra.

XMR/USD

O Monero (XMR) foi o melhor desempenho dos últimos sete dias. Sua ascensão em relação aos mínimos recentes indica que os otimistas estão usando a queda para comprar? Ele está pronto para virar? Estudemos seu gráfico.

O par XMR/USD continua a deslizar dentro de um padrão de cunha em queda. Embora os otimistas tenham mantido a linha de apoio da cunha nas últimas três semanas, eles não foram capazes de obter um forte impacto.

Isso mostra que os otimistas não mostram nenhuma urgência em comprar, mesmo nesses níveis. Uma quebra abaixo da cunha será um sinal negativo que pode reduzir o preço para a mínima anual de US$ 38,83.

No lado positivo, uma retração dos níveis atuais enfrentará vendas na linha de resistência da cunha. Ambas as médias móveis também são colocadas próximas à linha de resistência da cunha, portanto, uma quebra disso sinalizará que os compradores estão de volta ao páreo.

Os comerciantes podem esperar o preço se sustentar acima das médias móveis antes de iniciar posições longas. O primeiro alvo positivo é de US$ 97,9733 e acima disso em US$ 121,427.

XRP/USD

Após vendas recorde de US$ 251,51 milhões em XRP no segundo trimestre de 2019, a Ripple reduziu drasticamente as vendas no terceiro trimestre de 2019 para US$ 66,24 milhões, o que representa uma queda de 73,66%.

A empresa disse que a taxa de venda do XRP é semelhante à taxa de inflação no Bitcoin (BTC) e menor que a de Ether e Litecoin.

A Ripple se associou à Finastra, terceira maior empresa de tecnologia de serviços financeiros do mundo. Essa parceria beneficiará os clientes existentes de ambas as empresas. Esses desdobramentos positivos farão os preços do XRP subir? Ele está pronto para iniciar um movimento ascendente? Analisemos o gráfico.

O par XRP/USD quebrou acima da EMA de 20 semanas, mas está encontrando dificuldades para sustentar acima dela. No entanto, ele está no verde nas últimas três semanas, o que é um sinal positivo. A EMA de 20 semanas e o IFR logo abaixo do ponto médio sugerem que os vendedores estão perdendo o controle.

Acima da EMA de 20 semanas, é possível mover para a linha de tendência de baixa do triângulo descendente. Este é um nível importante a ser observado, pois se os otimistas puderem escalá-lo, o padrão de baixa será invalidado.

O fracasso de um padrão de baixa é um sinal de alta. Portanto, se o par puder sustentar acima da linha de tendência de baixa, é provável que haja uma nova tendência de alta.

Os traders de longo prazo podem comprar em um fechamento (horário UTC) acima da linha de tendência de baixa e manter a stop loss logo abaixo da baixa recente. A meta é passar para US$ 0,76440 com resistências intermediárias em US$ 0,5050 e US$ 0,5650.

Nossa visão será invalidada caso o par caia dos níveis atuais e cair abaixo de US$ 0,22. Contudo, cremos que isso tem pouca probabilidade de acontecer.

BSV/USD

O Bitcoin SV (BSV) continua sendo notícia devido a declarações do seu patrocinador Craig Wright. Porém, o interesse na altcoin, medido pelo volume de "tuítes", diminuiu em relação a seu pico em maio. Vamos olhar o gráfico e ver se encontramos alguma formação de fundo.

O par BSV/USD tem se mantido acima do suporte de US$ 80 nas últimas três semanas. Este é um sinal positivo, pois mostra a compra mais próxima desse suporte. No lado positivo, o rali de alívio pode alcançar o suporte anterior que virou resistência de US$ 107. Prevemos que os pessimistas encampem uma forte defesa nesse nível.

Se o preço cair de US$ 107, os pessimistas tentarão novamente reduzi-lo abaixo de US$ 80. Se for bem-sucedido, uma queda para US$ 66.666 é possível.

Por outro lado, se os pessimistas empurrarem o preço acima de US$ 107 e o sustentarem, o par poderá estender sua recuperação para US$ 138,950 e acima para US$ 188,690. Vamos esperar o par se sustentar acima de US$ 107 antes de propor uma negociação nele.

LEO/USD

O UNUS SED LEO (LEO) cresceu perto de 2% nos últimos sete dias. Durante a semana, ele entrou na lista das 10 principais criptomoedas por capitalização de mercado. Como a perspectiva dele aparece no gráfico? Pode subir ainda mais? Vamos descobrir.

Embora o par LEO/USD tenha registrado uma nova baixa recentemente, os pessimistas não foram capazes de capitalizar com o colapso. Comprar em níveis mais baixos resultou em uma retração que pode enfrentar resistência na zona de US$ 1,0075 a US$ 1,0467.

Se os otimistas puderem escalar acima dessa zona, o par poderá subir até US$ 1,35. Embora exista uma resistência menor em US$ 1,1217, esperamos que ela seja ultrapassada. Os traders agressivos podem esperar o preço fechar (horário UTC) acima de US$ 1,05 antes de comprar. A stop loss pode ser mantida em US$ 0,94.

Contrariamente à nossa suposição, se o preço cair dos níveis atuais e cair abaixo de US$ 0,9410, ele poderá corrigir para US$ 0,866 e, abaixo, para US$ 0,8278.

BNB/USD

O Binance Coin (BNB) manteve seu lugar entre os cinco melhores desempenhos pela segunda semana consecutiva. A semana foi cheia de várias notícias positivas que mantiveram o preço flutuante. O destaque foi o lançamento de um produto negociado em bolsa BNB em uma bolsa de valores suíça, em parceria com a startup local Amun.

A Binance queimou 2.061.888 BNB no último trimestre, no valor de US$ 36,7 milhões. A exchange queima cerca de 20% dos lucros obtidos. Usando esses dados, o lucro trimestral é de cerca de US$ 185 milhões.

A exchange informou que a Binance Futures - lançada em 13 de setembro - foi bem recebida por seus clientes e alcançou a posição número quatro por volume de negociação de futuros da BTC em 8 de outubro.

O CEO da Binance, Changpeng Zhao, disse que, com o aumento da participação institucional na plataforma de futuros, a exchange decidiu oferecer uma alavancagem máxima de até 125x nos futuros de Bitcoin. O fluxo de notícias fundamentais melhorou o quadro técnico? Observemos seu gráfico.

A retração dos mínimos recentes de US$ 14,2555 atingiu um obstáculo no suporte anterior, que virou a resistência em US$ 18,30. Antecipamos que os pessimistas defenderão a zona entre US$ 18,30 e a linha de resistência do canal descendente.

Todavia, se os otimistas puderem impulsionar no par BNB/USD acima do canal, será um sinal positivo e apontará para uma mudança na tendência. Portanto, os traders podem iniciar posições longas, conforme sugerido em nossa análise anterior.

Contrariamente a nossa suposição, se os otimistas não conseguirem escalar acima da zona de resistência, os pessimistas tentarão afundar o par abaixo do suporte crítico de US$ 14,2555. Caso sejam bem-sucedidos, é possível uma queda na linha de suporte do canal.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente as do autor e não refletem necessariamente as visões do Cointelegraph. Todo movimento de investimento e negociação envolve risco; você deve conduzir sua própria pesquisa antes de tomar uma decisão.

Os dados de mercado são fornecidos pela exchange HitBTC.