As ações de fintech chinesas subiram este ano na esperança de que o lançamento de uma moeda digital por aprte do Banco Popular da China aumente a demanda por serviços de segurança e pagamento.

O cofundador da Morgan Creek Digital, Anthony Pompliano, disse que, se o iuan digital se tornar realidade, poderá ameaçar o reinado do dólar como moeda de reserva global.

Porém, ele disse que, mesmo que os bancos centrais emitam suas próprias moedas digitais, as pessoas provavelmente optarão por uma moeda que não possa ser manipulada, apreendida ou censurada.

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse que o banco central está acompanhando de perto os desdobramentos no setor de criptomoedas, mas encontrou pouco valor em stablecoins e criptoativos. No entanto, com os rápidos desdobramentos no setor de cripto, ele disse que o BCE pode mudar de opinião no futuro.

Embora o Libra do Facebook esteja enfrentando forte oposição de reguladores de todo o mundo, a empresa tem trabalhado para acalmar suas preocupações. A gigante das mídias sociais está tentando fazer com que sua diretora de operações, Sheryl Sandberg, testemunhe perante o Comitê de Serviços Financeiros da Câmara.

A longo prazo, os desdobramentos fundamentais da classe de ativos são encorajadores.

Contudo, a semana passada foi banhada por um mar vermelho no universo cripto. Todas as principais criptomoedas ficaram no vermelho nos últimos sete dias. Como os traders devem abordar os melhores desempenhos desse período? Essas criptos estão mostrando sinais de uma reviravolta ou desabarão no futuro próximo?

Vamos analisar os gráficos!

LEO/USD

O melhor desempenho dos últimos sete dias é do UNUS SED LEO (LEO), que caiu cerca de 3% durante o período. A exchange de criptomoedas Bitfinex disse que os proprietários do LEO se beneficiarão do acesso a alocações mais altas durante sua oferta inicial de exchange, em comparação com outros que participam de outras criptomoedas.

O LEO pode continuar a ter um desempenho superior nas próximas semanas? Vamos analisar seu gráfico.

O par LEO/USD está sob pressão desde que chegou ao final de junho deste ano. Ele tem consistentemente conseguido altas baixas e baixas baixas, o que mostra que os trders estão vendendo em ralis menores.

Os otimistas tentaram estancar o declínio próximo a US$ 1,0464 nas últimas três semanas. Se for bem-sucedido, o par pode tentar uma retração que enfrentará resistência em US$ 1,36.

Por outro lado, se a zona de suporte de US$ 1,0464 a US$ 1,0075 for quebrada, ela poderá cair para o próximo suporte em US$ 0,80. É improvável que os otimistas  comprem agressivamente se o preço cair para novos mínimos e os traders que possuem posições se livrem de suas posições.

Vamos aguardar a tendência mudar antes de sugerir algum negócio nele.

LINK/USD

O Chainlink (Link) agora pode ser usado para extrair dados confiáveis ​​sobre os vários pares negociados na Binance. Isso pode ser útil para várias aplicações financeiras descentralizadas inovadoras.

A listagem na Kraken também ajudou a colocar a dar um chão para os preços. Será que ele consegue se recuperar dos níveis atuais? Vamos analisar seu gráfico.

O par Link/USD vem se consolidando entre o suporte psicológico de US$ 1,50 e o suporte anterior apresentou resistência de US $ 2,0531 nas últimas quatro semanas. A EMA de 20 semanas se achatou e o IFR também está próximo do ponto médio, o que sugere um equilíbrio entre compradores e vendedores.

Se os otimistas puderem empurrar o preço acima da resistência de US$ 2,0531, isso indicará a compra em níveis mais baixos. O próximo nível a ser observado é de US$ 2.8498, acima do qual o impuslo provavelmente aumentará.

Por outro lado, se os pessimistas conseguirem quebrar abaixo do suporte de US$ 1,50, é provável uma queda para US$ 1,3139, que é a retração de 78,6% de Fibonacci de todo o rali.

No entanto, gostamos da maneira como a criptomoeda manteve seu apoio nesse recuo. Portanto, os traders podem iniciar posições longas em um fechamento (horário UTC) acima de US$ 2,0531, com uma stop loss de US$ 1,40.

IOTA/USD

A Iota Foundation fez uma parceria com a Linux Foundation. Juntas, elas trabalharão para avançar no desenvolvimento de uma solução interoperável definida para integração de IoT, Edge e Cloud.

Em outra parceria, a fundação uniu forças ao Instituto Europeu de Tecnologia (EIT) e ao EIT Climate KIC, para conectar e dimensionar soluções sustentáveis em todo o continente.

Com as notícias fundamentais apoiando o Iota (MIOTA), ele pode se recuperar dos níveis atuais? Vamos estudar seu gráfico.

O salto da zona de suporte de US$ 0,244553 para US$ 0,207622 fracassou na EMA de 20 semanas. Ambas as médias móveis continuam a descer marginalmente e o IFR está em território negativo, o que mostra que os pessimistas estão em vantagem.

Se o preço cair abaixo da zona de suporte, será uma enorme derrota, porque o próximo suporte no lado negativo é bem mais baixo, em US$ 0,104073. Todavia, como os otimistas têm defendido a zona de apoio nas últimas seis semanas, a possibilidade de um colapso é baixa.

Por outro lado, se os touros defenderem a zona mais uma vez e o par IOTA/USD subir acima da SMA de 50 dias, sinalizará a demanda em níveis mais baixos. No cruzamento acima de US$ 0,385033, é possível uma movimentação para US$ 0,541.

Existem duas maneiras de negociar com isso. Ou compre uma recuperação da zona de suporte, o que dá uma stop loss próxima, ou aguarde o preço subir acima de US$ 0,333, o que mostra que os otimistas estão de volta em ação.

XRP/USD

A Ripple, empresa por trás do XRP adquiriu a Logos Network, uma startup focada em velocidade e escalabilidade. A equipe da Logos se juntará à Xpring para desenvolver produtos financeiros descentralizados.

O XRP tem sido uma grande decepção por seu desempenho abaixo do esperado nas últimas semanas. Ele consegue uma impressionante reviravolta ou continuará em correção? Vamos analisar seu gráfico.

O recuo no par XRP/USD inverteu a direção logo abaixo da resistência de US$ 0,34229. Isso mostra a venda pelos pessimistas em pequenos ralis a fortes níveis de resistência. Atualmente, os pessimistas estão tentando afundar o par para novos mínimos de 52 semanas.

Se o par cair e sustentar abaixo de US$ 0,22, ele completará um triângulo descendente, que é um padrão de baixa. O próximo suporte a ser observado no lado negativo é de US$ 0,19 e, se esse nível também for quebrado, a tendência de baixa pode se estender para US$ 0,13.

As médias móveis descendentes e o IFR no território negativo também mostram que os pessimsitas estão no comando.

Nossa visão de baixa será invalidada se o par saltar fortemente dos níveis atuais e subir acima de US$ 0,34229.

XTZ/USD

A Binance adicionou suporte ao Tezos (XTZ) e as negociações começaram em 24 de setembro. No entanto, o salto devido às notícias positivas durou pouco, pois os traders aproveitaram a oportunidade para aliviar suas posições. O Tezos foi o quinto melhor artista dos últimos sete dias. Ele caiu cerca de 16% durante o período.

Como fica no gráfico? Vamos descobrir.

Os otimistas estão tentando defender o apoio crítico de US$ 0,829651. Se esse suporte for quebrado, é provável que a próxima parada seja em US$ 0,650511, que é a retração de Fibonacci de 78,6% do rali e se esse nível também cair, uma queda para US$ 0,33 estará no horizonte. Isso trará a grande variedade de US$ 0,33 a US$ 1,85.

Por outro lado, se o par XTZ/USD rejeitar o suporte em US$ 0,829651, ele atuará como um valor mais baixo. Acima de US$ 1,20, é provável uma alta para US$ 1,85. Se os otimistas impulsionarem o preço acima dessa resistência, uma nova tendência de alta se faz é provável.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente as do autor e não refletem necessariamente as visões do Cointelegraph. Todo movimento de investimento e negociação envolve risco; você deve conduzir sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.

Os dados de mercado são fornecidos pela exchange HitBTC.