As visões e opiniões expressas aqui são exclusivas do autor e não refletem necessariamente as opiniões do Cointelegraph. Todo investimento e movimentação comercial envolve risco, você deve conduzir sua própria pesquisa antes de tomar uma decisão.

Dados de mercado fornecidos pela exchange HitBTC.

Quando uma classe de ativos salta 275% em um período de seis meses, é de se esperar que correções estejam para a acontecer. Pois o Bitcoin (BTC) testemunhou uma correção violenta em 27 de junho. O cofundador da Fundstrat Global Advisers Thomas Lee disse que a hipervolatilidade do Bitcoin é uma vantagem para os traders dedicados, que podem tirar vantagem da volatilidade e negociar corretamente. Porém, para os demais, ele aconselhou uma abordagem de longo prazo.

O fundador da Galaxy Digital Mike Novogratz espera que o Bitcoin se estabilize e se consolide entre os US$ 10.000 e US$ 14.000. Ele acredita que a chegada do Libra do Facebook dará confiança aos traders institucionais para entrar no espaço. Agora, com o CEO da Goldman Sachs, David Solomon, confirmando que o banco de investimento está adotando a tokenização, as instituições terão que arriscar ou podem ficar para trás.

O volume crescente durante uma tendência de alta indica uma demanda crescente. O volume de Bitcoin negociado na BitMEX saltou para US$ 13 bilhões em 26 de junho. O CEO da exchange, Arthur Hayes, disse que o volume e a construção de juros em aberto mostram que o mercado de urso acabou oficialmente. O que se pode esperar das principais criptomoedas daqui para frente? Vamos olhar para os gráficos e analisar.

BTC/USD

O Bitcoin inverteu sua direção desde que chegou aos US$ 13.973,50 em 26 de junho e caiu para US$ 10.530,70 em 27 de junho, uma queda de 24,63% em um dia. A razão para uma queda tão acentuada é que um rali vertical não forma nenhum nível de suporte durante o caminho. Assim, quando o preço começa a cair, os compradores não entram até encontrar um nível que possa atuar como suporte. Neste caso, os traders chegaram perto da retração de 50% da última etapa do rali. A MME de 20 dias está localizada logo abaixo desse nível.

Durante uma forte tendência de alta, as correções geralmente duram entre um e três dias. Atualmente, os touros estão tentando retomar a tendência de alta. Eles podem enfrentar uma resistência em US$ 12.000 e acima disso em US$ 13.000, mas sua verdadeira prova será mesmo em US$ 13.973,50. Se o par BTC/USD vencer essa resistência, a retomada será real.

Por outro lado, se os ursos defenderem a sobrecarga da resistência, o par poderá entrar em consolidação por alguns dias. Pelo lado negativo, abaixo de US$ 10.530,70, o próximo suporte está em US$ 9.977,33, o que representa 61,8% da retração de Fibonacci na última etapa do rali. Se esse suporte ceder, a moeda enfraquecerá e poderá cair para a SMA de 50 dias.

ETH/USD

Embora o Ether (ETH) tenha fechado (UTC) acima de US$ 320,840 em 26 de junho e tivesse completado um padrão de arco, sugerimos que os traders esperassem antes de comprar. Queríamos recomendar uma negociação apartir de um novo teste bem-sucedido do nível de fuga.

No entanto, a queda em 27 de junho arrastou o preço de volta para a EMA de 20 dias, que se sustentou. Atualmente, os touros estão tentando impulsionar o par ETH/USD de volta para os US$ 320,840. Se conseguirem, será um sinal de alta. Ambas as médias móveis estão inclinadas e o RSI está na zona positiva, o que mostra que os touros estão no comando. Portanto, os traders podem comprar 50% das posições em caso de uma fuga e fechamento acima de US$ 320.840. 

No entanto, se os touros não conseguirem vencer a resistência, os ursos tentarão afundar o preço abaixo da EMA de 20 dias. O próximo suporte no lado negativo é no SMA de 50 dias, e abaixo em US$ 224.086.

XRP/USD

A Ripple (XRP) despencou em 27 de junho e ativou nosso stop loss sugerido na análise anterior. Atualmente, ele está tentando encontrar suporte na linha de tendência do triângulo simétrico. Se este suporte se sustentar, os touros tentarão novamente impulsioná-lo acima da linha de resistência do triângulo.

Por outro lado, se o par XRP/USD desfizer o triângulo, ele entrará no negativo. No momento, a MME de 20 dias começa a diminuir e o RSI caiu abaixo de 50. Isso sugere que os ursos têm vantagem no curto prazo. Uma queda abaixo de US$ 0,3660 irá mudar a tendência em favor dos ursos.

BCH/USD

O Bitcoin cash (BCH) despencou em 27 de junho e caiu abaixo das médias móveis. Atualmente, os touros estão tentando empurrá-lo para a EMA de 20 dias. Se o preço subir acima da EMA de 20 dias, ele pode subir para US$ 515,35. No lado positivo, a zona entre US$ 515,45 e a linha de resistência do canal atuará como uma forte barreira.

Por outro lado, se os ursos afundarem o par BCH/USD de volta à SMA de 50 dias, a moeda poderá ter correção para a linha de suporte do canal. Uma quebra desse suporte indicará mudança na tendência. A MME de 20 dias está se achatando e o RSI está um pouco acima de 50, o que sugere um equilíbrio entre os touros e os ursos. Vamos aguardar uma configuração de compra antes de recomendar uma posição longa nela.

LTC/USD

O Litecoin (LTC) caiu abaixo da EMA de 20 dias em 26 de junho e acionou nosso stop loss recomendado na análise anterior. Atualmente, o LTC está tentando rebater o SMA de 50 dias.

Se for bem sucedido, o par LTC/USD tentará novamente superar a linha de resistência do canal ascendente. Mas, se os ursos afundarem o par abaixo da SMA de 50 dias, ele pode escorregar para a linha de suporte do canal. Uma quebra desse suporte sinalizará uma mudança na tendência. A MME de 20 dias está diminuindo e a RSI está abaixo do ponto médio. Isso sugere que os ursos têm vantagem no curto prazo. Atualmente, somos neutros em relação à criptomoeda.

EOS/USD

EOS caiu abaixo das médias móveis em 26 de junho e quebrou abaixo da linha de suporte do canal ascendente no dia seguinte. Com isso, ativou o nosso stop loss sugerido em US$ 6,40. Atualmente, os touros estão tentando empurrar o preço de volta para o canal. Se conseguirem, a moeda digital pode subir para as médias móveis. 

Mas se os touros falharem, o par EOS/USD pode cair e mergulhar para o próximo suporte em US$ 4,4930. A MME de 20 dias está diminuindo e está prestes a concluir uma curva de baixa, o que é um sinal negativo. O RSI também mergulhou na zona negativa. Todos estes dados mostram que os ursos têm a vantagem. Nós não encontramos qualquer configuração de compra confiável, portanto, não estamos recomendando uma compra nele.

BNB/USD

O Binance Coin (BNB) tem sido uma das moedas mais fortes entre as principais criptomoedas. Mesmo enquanto outras grandes criptocorrências despencaram na semana, o BNB ficou próximo de sua EMA de 20 dias. Isso mostra que a tendência é de compra a cada mergulho.

Atualmente, os touros estão tentando defender a EMA de 20 dias. Se conseguirem, uma recuperação para as máximas históricas é provável. Uma nova alta indicará retomada da disparada.

Por outro lado, se o par BNB/USD cair abaixo da MME de 20 dias, ele poderá corrigir para a SMA de 50 dias. Um colapso abaixo do SMA de 50 dias será a primeira indicação de que a tendência pode mudar. A divergência negativa no RSI é um sinal de alerta que deve ser observado de perto.

BSV/USD

O Bitcoin SV (BSV) inverteu a direção logo depois de chegar a US$ 240 em 26 de junho e despencou abaixo da EMA de 20 dias. Atualmente, os touros estão tentando defender o suporte em US$ 180.

A EMA de 20 dias diminuiu e a RSI caiu de volta para pouco acima do ponto médio. Isso aponta para uma provável ação limitada entre US$ 175 e US$ 255,620 no curto prazo. Uma fuga desta faixa retomará a tendência de alta que tem um objetivo de US$ 307,789 e acima um US$ 340,248. Mas se os ursos afundarem o par BSV/USD abaixo do suporte do desta faixa, uma queda para o SMA de 50 dias é possível.

ADA/USD

Embora o Cardano (ADA) tenha vencido os de US$ 0,10 em 26 de junho, ele não fechou (UTC) acima da resistência. Portanto, isso não desencadeou nossa recomendação de compra dada na análise anterior.

A falha em manter-se em US$ 0,10 trouxe mais vendas, o que arrastou o preço para a SMA de 50 dias. Os touros estão tentando manter este nível. Se bem sucedidos, o par ADA/USD pode voltar ao triângulo ascendente. Ele vai pegar impulso em uma fuga e fechamento (horário UTC) acima de $ 0,10. No entanto, se o preço não conseguir retomar a alta, o par pode corrigir para o próximo suporte de US$ 0,077 e abaixo para US$ 0,073.

TRX/USD

O Tron (TRX) diminuiu drasticamente desde os US$ 0,040 em 26 de junho. A queda levou o preço abaixo da EMA de 20 dias em 27 de junho. Atualmente, ele está tentando se recuperar da SMA de 50 dias. O SMA de 20 dias está se achatando e o RSI caiu abaixo de 50, o que sugere consolidação no curto prazo.

Se o par TRX/USD ceder abaixo do SMA de 50 dias, ele poderá cair para a linha do canal de alta. Uma quebra indicará uma mudança na tendência. No lado positivo, US$ 0,040 continuará a atuar como uma forte resistência. Uma quebra e fechamento acima de US$ 0,040 indicará a retomada do movimento ascendente. Não encontramos nenhuma configuração de negociação confiável nos níveis atuais, portanto, não estamos sugerindo uma posição longa nela.

Dados de mercado fornecidos pela exchange HitBTC.