Os dados das bolsas chinesas e demais asiáticas promoveram uma abertura de mercados nesta segunda-feira, dia 06 de julho, com dólar caindo no Brasil e bolsas valorizadas em todo mundo, incluindo a Bovespa.

As bolsas asiáticas fecharam seus pregões com valorização, o Shangai SE, a principal bolsa chinesa fechou em alta de 5,71%, o Hang Seng Index, de Hong Kong, encerrou os negócios em alta de 3,81% e o Nikkei 225, de Tóquio, subiu 1,83%.

O dólar comercial abriu o dia em queda de 0,66%, R$ 5,2821. O mercado reage também às projeções de inflação divugadas pelo boletim Focus do Banco Central. As projeção são de que o PIB brasileiro caia 6,50% neste ano, ante expectativa de 6,54% na última semana. Quanto às projeções para 2021, a estimativa de crescimento foi mantida em 3,50% pela sexta semana consecutiva. A estimativa para a Selic foi mantida em 2% para 2020 e em 3% para 2021.

O iBovespa segue valorizado após a divulgação de todos esses cenários e abriu o dia iBovespa operando em alta de 2.38% e com 99.070 pontos.

Imagem: Bloomberg


Bitcoin segue levemente valorizado

Enquanto os mercados tradicionais seguem valorizados, o Bitcoin pegou carona no fluxo de capitais e tenta manter-se valorizado e tentando romper a resistência da faixa dos US$ 9.200 e 9.300. Contudo, ainda há pouca força compradora em ação e o criptoativo se mantém relativamente estável no patamar dos US$ 9.200.

Imagem: Binance

No Brasil o Bitcoin segue um pouco mais valorizado que a média internacional, sendo negociado a 1,53% na Bitcointrade e 3,21% segundo índice de preços da BitPreço.

Em relação ao mercado internacional, o Bitcoin perde para os demais índices financeiros tradicionais americanos. Tendo a Nasdaq como o índice mais valorizado do dia em WallStreet, 2.27% e 10,436.28 pontos.

Imagem: Yahoo! Finance

LEIA MAIS