Os mercados acionários dos Estados Unidos tiveram a pior abertura de todos os tempos, uma vez que as negociações foram interrompidas em segundos e os índices caíram 12%. Essa não foi apenas uma das piores aberturas de todos os tempos, mas também é um período destrutivo para os índices em todo o mundo. Até o momento, os mercados globais de ações caíram entre 30% e 40%.

Além disso, o ouro, o porto seguro usual para os comerciantes, sofreu um grande golpe hoje, pois caiu 7%. A prata sofreu uma queda colossal de 22% e, enquanto o Bitcoin (BTC) caiu 15%, rapidamente recuperou para chegar a US$ 5.000. Isso significa a correlação positiva entre os mercados de ações e as criptomoedas?

Desempenho diário do mercado de criptomoeda. Fonte: Coin360

Bitcoin fecha abaixo de MA de 200 semanas

Gráfico de 1 semana, BTC USD. Source: TradingView

A vela semanal da semana passada fechou abaixo da crucial MA de 200 semanas (média móvel), esse foi o suporte durante todo o ciclo de alta anterior. Os comerciantes agora se perguntam se a continuação do mercado de baixa é iminente?

A resposta simples é sim. Desde que o preço do Bitcoin não possa ultrapassar a 200-MA na semana, o momento parece permanecer em baixa. No entanto, ainda é possível que tenhamos testemunhado um falso indicador e possamos superar essa MA de 200 semanas nos próximos meses.

Isso é semelhante ao que o mercado viu nos meses anteriores a cruz de ouro. Essa cruz de ouro também falhou, pois o preço caiu fortemente desde então.

Bitcoin salta após abertura dos mercados nos EUA

Gráfico de 15 min do BTC USD. Fonte: TradingView

O preço do Bitcoin aumentou 12% desde que os mercados de ações dos EUA abriram. Isso significa que a correlação positiva acabou? Não. Parece que a queda já foi precificada no Bitcoin durante o fim de semana, enquanto o efeito ocorreu após a abertura nas bolsas de valores dos EUA.

Desta vez é diferente?

Tal movimento não significa que a correlação se foi. O ouro e a prata caíram enormemente após a abertura, o que implica que os investidores ainda estão vendendo seus ativos de risco para defender suas carteiras de ações.

Os mercados de ações perderam cerca de 30% a 40% em todo o mundo. Se compararmos isso com os estouros de bolhas anteriores, é provável que o primeiro retrocesso de 35-50% seja visto. O Bitcoin perdeu 41% em janeiro de 2018 (após a bolha estourar em US$ 19.600). Da mesma forma, a Nasdaq perdeu cerca de 41% na primeira queda em 2000, enquanto o Dow Jones também perdeu cerca de 40% em 1929.

Os números anteriores significam que um salto de alívio de curto prazo deve estar próximo para os mercados de ações, embora haja uma coisa a ter em mente.

"Desta vez, é diferente", é um ditado comum em campo e o caso do coronavírus é realmente um caso diferente do da bolha Dot.com. No entanto, os mercados tendem a se mover da mesma forma devido à psicologia humana.

Sob esse prisma, medidas rigorosas contra a disseminação do coronavírus devem ser precificadas mais rapidamente com o passar do tempo.

A maioria das pessoas no mundo ocidental está presa ou estará em breve. Enquanto, por outro lado, os governos estão anunciando medidas substanciais para ajudar a economia.

Poucos sinais apontam para um alívio

Não é natural supor que o Bitcoin também tenha um alívio a partir daqui. O sentimento está no fundo do poço e o índice de medo e ganância ainda mostra uma leitura de medo extremo, de 8 em 100. Números semelhantes foram vistos ao redor do fundo, em US$ 3.100, e a queda em fevereiro de 2018, em US$ 6.000.

Gráfico de 4 horas do BTC USDT. Fonte: TradingView

O gráfico de 4 horas mostra uma divergência de alta, que é um indicador confiável para possíveis reversões de tendência de curto prazo. As resistências acima do nível de preço atual são de US$ 5.200 e, em seguida, variam entre US$ 5.600 e 5.800.

Uma divergência de alta ocorre quando o preço cai logo abaixo da baixa recente, a fim de obter a "liquidez" que aí reside. Muitos comerciantes colocaram suas paradas abaixo desse nível. Geralmente, essas serão tomadas antes de um movimento na direção oposta. Esse movimento geralmente cria uma divergência de alta e é isso que pode ser visto no período de quatro horas.

O fato de que o sentimento do investidor está no modo totalmente pessimista fornece muitos ingredientes para um possível comício de alívio.

No entanto, alguns ingredientes essenciais são necessários para esse impulso ascendente.

Gráfico de 4 horas do BTC USDT. Fonte: TradingView

O primeiro ingrediente crucial é manter o apoio na zona verde (que é de US$ 4.800). Se esse nível se mantiver como suporte, é necessário um impulso para cima para os mercados.

Depois disso, é necessário um avanço no preço acima de US$ 5.200 para atacar os níveis em torno de US$ 5.600. O preço de US$ 5.200 foi uma barreira em alguns dias, então esse é um nível básico a ser quebrado para manter o ritmo ascendente.

Depois disso, a liquidez pode ser tomada acima de US$ 5.600 - US$ 5.800, e uma recuperação de alívio é confirmada.

O cenário de baixa para o preço do Bitcoin

Qual é o cenário pessimista? É bem simples. Depois que o preço do Bitcoin perder o nível de US$ 4.800, é razoável ver um forte momento descendente. Os níveis para assistir são de US$ 4.150 a US$ 4.200 e US$ 3.750.

No entanto, o mercado está mostrando um pouco de força por enquanto, pois criou uma baixa ligeiramente mais alta e uma divergência de alta no período de 4 horas, assim como uma diferença da CME em torno de US$ 5.900-6.000. Todos são ingredientes para um curto impulso para cima.

As visões e opiniões expressas aqui são exclusivamente do autor e não refletem necessariamente as visões do Cointelegraph. Todo movimento de investimento e negociação envolve risco. Você deve realizar sua própria pesquisa ao tomar uma decisão.