O debate Bitcoin (BTC) versus ouro se enfurece nesta semana, conforme relatórios que revelam que barras falsas alimentaram um esquema de corrupção de US$ 2,8 bilhões.

Como o canal de mídia chinês Caixin divulgou em 29 de junho via Nikkei, um acordo de empréstimos entre instituições financeiras chinesas e a Wuhan Kingold Jewelry - com ouro como garantia - desmoronou quando foi descoberto que o ouro era cobre dourado.

Schiff: Bitcoin holders são “estúpidos”

De acordo com o Caixin, “pelo menos algumas” das barras de ouro envolvidas eram simplesmente cobre, com os credores seriamente afetados pelo resultado.

"Isso deixou os credores receosos com os 16 bilhões de yuans restantes de empréstimos pendentes", informou o jornal.

A saga é apenas a mais recente envolvendo ouro falso que envolve entidades de alto nível. Anteriormente, o Cointelegraph relatou alegações de que as reservas de ouro nos principais bancos centrais também podiam ser contaminadas por outros metais.

Para os apoiadores do Bitcoin, os problemas de autenticação do ouro formam um argumento importante contra o investimento ou retenção do metal precioso.

Uma pesquisa feita pelo analista Mati Greenspan revelou que o Bitcoin era de longe a escolha mais popular para investimentos. Quarenta e dois por cento dos mais de 2.300 entrevistados o selecionaram, enquanto o ouro ficou em segundo lugar.

Para o 'bug' do ouro Peter Schiff, no entanto, as descobertas dizem mais sobre a mentalidade dos investidores em Bitcoin do que sobre a integridade do ouro.

"Isso mostra como os 'bugs' do #Bitcoin são ilusórios", comentou no Twitter. 

“Dado o quanto o Bitcoin está mais alto do seu recorde em relação ao Dow Jones ou #ouro, eles ainda esperam que ele atinja um novo recorde primeiro. A esperança nunca é uma boa estratégia de investimento.”

Gráfico de um ano sobre Bitcoin versus ouro. Fonte: Skew

Não é possível falsificar BTC

A perspectiva de Schiff não é nova, mas seus altos e baixos bem divulgados com o Bitcoin não convenceram seus apoiadores a acreditarem em sua aversão até agora.

Na semana passada, o anfitrião do RT, Max Keiser, afirmou com 100% de certeza que Schiff faria uma “grande compra” assim que o BTC / USD chegasse a US$ 50.000.

Resumindo o debate ouro versus Bitcoin à luz do escândalo de Wuhan Kingold, o CEO da Parallax Digital, Robert Breedlove, sugeriu que a escolha seria óbvia para o mercado.

“O #Bitcoin é mais divisível, durável, portátil, reconhecível (que inclui verificabilidade) e escasso que o ouro. O Bitcoin também é mais barato de proteger e menos vulnerável ao roubo”, ele escreveu. 

"Gostaria de saber qual o mercado livre escolherá?"

Leia mais: