Os memes deixaram de ser uma coisa apenas de fóruns como o 4chan para se tornar arte digital na forma de tokens não fungíveis, NFTs, e agora ganharam o mundo das 'belas artes' e serão exibidos em um importante centro de artes na China.

Do computador para as grandes galerias de artes como a Christie's a mania NFT se espalhou por todo o mundo e ganhou uma legião de investidores na Ásia.

O sucesso dos NFTs na região é tanto que um evento presencial está agendado para ocorrer no início de abril e verá uma série de artistas NFT de todo o mundo apresentarem seus trabalhos mais recentes.

Desta forma o UCCA Center for Contemporary Art em Pequim sediará a primeira exposição de arte NFT do mundo, intitulada “Virtual Niche—Have you ever seen memes in the mirror?”.

A revista Artnet classificou o evento como “a primeira grande exposição institucional de cripto-arte do mundo”, observando que o formato do evento tem potencial para crescer junto com o ecossistema NFT.

NFT invade museus

O evento da UCCA contará com trabalhos de mais de 60 artistas diferentes, incluindo Mike Winkelmann, mais conhecido como Beeple.

O artista ganhou as manchetes nos últimos meses por seu trabalho digital intitulado “Todos os dias: os primeiros 5.000 dias”, pois foi a primeira obra de arte puramente digital a ir a leilão na Christie's.

A arte foi vendida por US $ 69 milhões no início desta semana, tornando-se de longe o token não fungível mais caro já vendido no mercado.

A Christie's disse que o preço de venda posicionou Winkelmann "entre os três artistas vivos mais valiosos". Na semana passada, outro Beeple NFT foi vendido no Nifty gateway, um mercado online de arte digital, por US $ 6,6 milhões.

Outros artistas que terão seus trabalhos expostos durante a mostra são DJ deadmau5, Mario Klingemann, Robbie Barrat, Pak, Ferocious e Mad Dog Jones. N

No entanto, apesar da participação de grandes nomes, a maior atração com certeza será “Todos os dias - A coleção 2020”.

A coleção contará com uma seleção da série diária de desenhos digitais de Beeple, que foi vendida por US $ 69 milhões. A maior parte do trabalho foi emprestado pelo Metapurse, um fundo exclusivo para criptomoedas.

Beeple

O fundo comprou 20 obras de arte da primeira edição da Beeple no Nifty Gateway por US $ 2,2 milhões em dezembro do ano passado e agora está vendendo tokens para “propriedade compartilhada” do pacote.

Elliot Safra, um sócio da Agência AndArt, que ajudou a organizar a mostra, disse que espera que a exposição ajude a trazer a arte criptográfica da periferia para o mainstream.

“À medida que os gostos das gerações mudam, achamos importante apoiar uma exposição que mostre o interesse demográfico que teve pouco exame institucional anterior”, disse ele em um comunicado.

O NFT e a exposição de arte criptográfica serão hospedados através do UCCA Lab, a plataforma interdisciplinar da UCCA para novos tipos de colaboração adjacente à arte.

Sun Bohan, o CEO da empresa de criptografia BlockCreateArt, atuará como curador da exposição, enquanto o Digital Finance Group e as plataformas de criptografia Winkcrypto estarão co-hospedando a mostra.

LEIA MAIS