*Texto corrigido em 9 de março

Dois gigantes do futebol do Brasil terão criptoativos listados na maior exchange de criptomoedas do país, a Mercado Bitcoin. Trata-se da Sociedade Esportiva Palmeiras e do Sport Club Internacional, que terão seus fan tokens disponibilizados na plataforma de ativos digitais da corretora. A exchange brasileira não revelou as datas de listagem dos dois tokens.

O $VERDÃO, fan token do Palmeiras, será lançado no mercado secundário, onde os investidores negociam entre si os criptoativos, enquanto o $SACI, fan token do Internacional, começar a ser transacionado na plataforma da exchange. 

Os fan tokens são tokens de utilidades, pois com eles é possível acessar bens e serviços do mundo real. Sua eventual valorização pode ocorrer com o crescimento do ecossistema, ou seja, a oferta de promoções, votações e conteúdo exclusivo das equipes. Desta forma, aumenta o potencial de utilização e consequente percepção de valor do token, com a negociação no mercado secundário, explicou o executivo de novos negócios da Mercado Bitcoin, Bruno Milanello.

Milanello referiu-se à filosofia dos fan tokens, que, além de benefícios exclusivos, têm por objetivo fomentar o engajamento entre os torcedores e os clubes. Os donos do $VERDAO, por exemplo, terão no rol de recompensas ligadas ao time descontos em produtos e serviços, participação em sorteios e outras ações mais dinâmicas como o envio de mensagens aos jogadores. Já os detentores do $SACI também serão contemplados com descontos, promoções e sorteios, além da possibilidade de participar de decisões do dia a dia do time por meio de votações, entre outros benefícios. 

O $VERDAO e o $SACI integram um time de peso de fan tokens já listados na Mercado Bitcoin, que incluem clubes como o Santos, o Corinthians, o Barcelona, o Paris Saint-Germain, o Manchester City e a Juventus, entre outros. 

Os fan tokens fazem parte de um total de sete novas criptomoedas listadas pelo Mercado Bitcoin, que incluem cinco projetos ERC-20, contratos inteligentes executados na blockchain da Ethereum (ETH). Criptmoedas que, juntas, já somam mais de 1200% de valorização, conforme noticiou o Cointelegraph Brasil.

LEIA MAIS: