O preço do Bitcoin (BTC) estava sob o cerco dos ursos depois de atingir novos máximos no início de novembro, porém uma recente alta de mais de 6% trouxe uma nova expectativa de que a principal criptomoeda do mercado volte a superar a marca de US$ 60 mil para então caminhar rumo a bater um novo recorde em seu preço.

O analista Filip L. da FXStreet, aponta que os tarders podem encontrar uma esperança já que apesar dos ursos terem ganho o controle de alguns indicadores técnicos fundamentais com o pivô mensal, a média móvel simples de 55 dias (SMA) e uma quebra abaixo do nível de Fibonacci em $ 59.586, os touros não estão dormindo.

"Há sinais de mudança à medida que mais entradas são vistas chegando e um aumento no Índice de Força Relativa (RSI), longe do sobrevendido", disse.

Na mesma linha de Filip L, Tasso Lago, especialista em criptomoedas e fundador da Financial Move, aponta que embora o BTC tenha corrigido para os US$ 56000 ao longo da última semana, sua tendência segue no campo positivo. pois está acima de uma LTA principal do movimento.

"A tendência segue de alta, porém terá um desafio na região dos U$60.000 a U$62.000 devido as EMA+MA200 no H4", pontua.

Ethereum e EOS

Lago aponta no entanto que enquanto o preço do Bitcoin não cria força para superar a resistencia de US$ 60 mil o Ethereum (ETH) apesar da baixa recente tem um potencial forte de alta que com principal suporte na região dos U$ 3600 formada pela retração de Fibonacci.

Essa configuração, acredita o analista, pode reverter a baixa recente e ser suporte para levar o Ethereum em US$ 12 mil.

"Ethereum perdeu o canal de alta e segurou na região dos U$ 3900 dólares. Atualmente na faixa dos U$ 4450 segue em tendência de alta. Sinceramente acredito que o Ethereum continue a subir e busque inicialmente a região dos U$6140 (Outra região de FIBO). E posteriormente ao longo da sua onda de alta a zona dos U$11.000-U$12.000", disse.

Lago destaca também que já foram queimados mais de 1 MIlhão de ETH após a atualização da EIP 1559, corroborando a visão de menor oferta do ativo e que, portanto, também pode atuar como forte motor para sustentar a alta.

"Ethereum tende a se tornar também um ativo deflacionário e isso tende a empurrar ainda mais o preço para novas altas", afirma.

O analista também está otimista com o EOS que para ele tem possíveis alvos em US$ 8 e posteriomente US$ 11.

"Como posição mais especulativa destaco a EOS, que tem o EOSBTC positivo por estar em uma região de forte suporte. Com isso, o EOSUSDT atualmente negociado a U$4,27 tem boas probabilidades de performar positivamente ao longo de Dezembro", disse.

Criptos do metaverso

Enquanto Lago aposta no Ethereum e EOS, Lucas Schoch, CEO e fundador da Bitfy, que acertou a recente alta do token CRO da Crytto.com, aponta algumas criptomoedas do metaverso como criptoativos que tem se destacado no mercado enquanto o Bitcoin ainda ensaia uma recuperação.

No entanto, antes do metaverso, Schoch começa destacando novamente a CRO que, segundo ele, tem como objetivo de atuação ser o instrumento de impulsão da exchange Crypto.com a aumentar a adoção de criptomoedas em uma escala global, devido seu blockchain estar principalmente focado em fornecer utilidade aos usuários de soluções de pagamento.

"A moeda CRO está cada vez mais próxima das TOP 10 Coin Market Cap, se posicionando em 12º lugar, subindo 7 posições em relação a semana passada e 14 posições frente à anterior, ela chegou a uma valorização de mais de 95% referente aos últimos 7 dias e o equivalente a 11,65% nas últimas 24 horas, esta é uma moeda para ficar de olhos bem abertos pelo fato de constantemente estar bem valorizada", disse.

Já em segundo lugar entre seus destaques vem o token da plataforma de realidade virtual Decentraland, MANA. Decentraland foi cofundada por Ariel Meilich e Esteban Ordano, e é alimentada pela blockchain Ethereum, que permite aos usuários criar, experimentar e monetizar conteúdo e aplicativos.

No mundo virtual da Decentraland, se utilizam dois tokens MANA e LAND, que permitem aos usuários comprarem lotes de terreno para que possam futuramente navegar, monetizar e construir dentro da plataforma.

"Abordando o token MANA, a segunda maior valorização da semana, subindo mais de 64% na última semana e mais de 24% nestas últimas 24 horas, ele pode ser usado para pagar uma gama de avatares, vestimentas e uma infinidade de outras coisas dentro da Decentraland, e se encontra na 23ª posição das criptos mais valorizadas do mercado".

Já em terceiro lugar o analista destaca o Elrond (EGLD) que foi cofundado no final de 2017 pelos irmãos Benjamin e Lucian Mincu, junto a Lucian Todea, e tem como principal objetivo ser uma solução para o problema de escalabilidade do blockchain, foi anunciado pela primeira vez em agosto de 2019 e sua rede principal foi lançada em julho de 2020.

"O projeto se descreve como um ecossistema de tecnologia para internet, aglutinando fintech, DeFi e IOT em sua plataforma de execução de contratos inteligentes, capazes de realizar 15 mil transações por segundo, e possui uma valorização de mercado acima dos 53% nesta última semana", aponta.

Por ultimo com uma valorização de mercado acima dos 10% nos últimos 7 dias, quase entrando para o TOP 10 Coin Market Cap, outra criptomoeda que segue subindo constantemente e está na lista do especialista é a AVAX, conhecida como Avalanche.

"Sua blockchain de 3 camadas vem ganhando espaço no cenário mundial de criptomoedas se destacando e brilhando nos olhos de investidores em todo o mundo.

LEIA MAIS