O Bitcoin experimentou algum alívio nos últimos dias, recuperando-se bem na última semana e mantendo seu preço acima da marca dos US$ 6.000. Se ele ultrapassar os US$ 7 mil, podemos ver os preços se recuperando para os níveis observados no início de 2020. Mas por enquanto, o cenário ainda é incerto.

A análise das atividades em rede registrou reduções generalizadas à medida que o preço do BTC se estabiliza e os investidores desaceleram com o reajuste de suas carteiras. Devido ao cenário de incerteza, os HODLers entram em ação para evitar mais perdas, como podemos ver no gráfico abaixo.

Gráfico: Lunarcrush

Enquanto os grandes hodlers estão sustentando o Bitcoin, os pequenos investidores mantém-se na negociação, buscando alguma janela de oportunidade. A contagem de transações permaneceu relativamente estável em relação ao volume de transações, que diminuiu significativamente desde a semana passada. Isso implica que a atividade em rede está retornando a níveis mais regulares, com transações de menor valor, em média sendo as principais transações a manter o preço do Bitcoin, em uma certa faixa de estabilidade.

Gráfico: Lunarcrush

Como queda na atividade nas últimas duas semanas, com menos transações mas de maior valor, investidores responderam à rápida queda nos preços. Esse retorno à atividade no mercado mais regular sugere que o pânico desencadeado pela queda dos preços pode estar se dissipando.