Em 2020, a quantia investida pelos brasileiros chegou a R$ 3,7 trilhões, um aumento de 13,4% em relação ao ano anterior. É o que aponta um levantamento realizado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Contudo os dados da Anbima não englobam os investimentos dos brasileiros realizados no mercado de criptoativos que, segundo dados da Receita Federal, superou os R$ 200 bilhões.

Segundo a Receita Federal, em 2020, os brasileiros negociaram R$ 224 bilhões em criptomoedas, sendo o julho e dezembro os meses com maior número de negociações passando de R$ 10 bilhões em cada um destes meses.

O numero de investidores em criptomoedas tambem aumentou em dezembro chegando perto de 200 mil CPFs negociando criptomoedas no Brasil com o Bitcoin sendo a criptomoeda mais negociada com cerca de R$ 3 bilhões por mês em negociações.

MÊS/ANO

Declarações

Total Geral

Com uso de exchanges no exteriorSem o uso de exchangesExchanges
PFPJSubtotalPFPJSubtotalSomente PJ
Janeiro de 2020150,31.571,71.722,0602,11.461,22.063,33.306,47.091,7
Fevereiro de 202087,52.805,22.892,691,7948,31.040,02.358,76.291,3
Março de 202044,73.618,33.663,0190,11.098,31.288,42.573,17.524,5
Abril de 202015,03.683,03.698,03,0302,3305,31.757,15.760,3
Maio de 20209,63.178,93.188,58,4354,2362,62.828,26.379,3
Junho de 202013,42.543,82.557,27,9857,3865,23.188,86.611,2
Julho de 202013,03.983,53.996,462,31.058,11.120,45.247,910.364,7
Agosto de 202030,13.518,33.548,425,61.251,31.276,94.416,49.241,7
Setembro de 20205,5586,6592,097,71.187,21.284,94.671,26.548,2
Outubro de 202029,9529,2559,137,51.252,41.290,04.285,06.134,1
Novembro de 202079,2721,3800,528,41.366,11.394,57.155,79.350,7
Dezembro de 202039,9623,9663,7101,81.508,51.610,27.965,110.239,1

Cenário tende a melhorar

Para Bernardo Pascowitch, fundador do Yubb, este cenário ainda tende a melhorar, já que há menos incertezas em 2021, o que beneficia a retomada econômica.

“Começamos o ano bem melhor do que saímos em 2020, com uma vacina mais próxima da população brasileira. E isso deve gerar um impacto ainda maior nos investimentos, já que o último ano foi pautado pela instabilidade econômica”, explica Bernardo Pascowitch. “Além disso, o início do ano é o melhor período para quem deseja começar a investir: é um ótimo momento para organizar as finanças”.

Pascowitch explica que este cenário tende a ser positivo tanto para investidores, quanto para empresas de diversos setores.

“As companhias que sofreram muito por conta da pandemia devem se destacar agora em 2021. Seis setores devem apresentar sinais de recuperação: educação, bancos, companhias aéreas, shoppings centers, turismo e shows e eventos”, pontua.

Bernardo destaca que há mercados que já subiram consideravelmente ainda em 2020, revertendo a queda inicial do início da pandemia. É o caso das empresas varejistas e de tecnologia, que não devem ter novas grandes valorizações com a vacinação.

Entretanto, é importante que o mercado se atente não só às projeções, mas principalmente às medidas concretas.

“Há um otimismo exacerbado com as vacinas, mas os calendários de vacinação seguem em aberto, com indefinições políticas. Portanto, precisamos ficar atentos às concretizações dos fatos. Os anúncios de vacinação contra à covid-19 são importantes, mas suas consequências somente chegarão quando a população for efetivamente vacinada”, conclui. 

LEIA MAIS