Com mais uma alta que chegou a bater mais de 8% nesta quarta, 28, o Bitcoin (BTC) fechou mais um dia de alta, marcando o oitavo dia consecutivo de alta na principal criptomoeda do mercado.

Um movimento de valorização tão intenso e prolongado não ocorria desde dezembro de 2020, quando o BTC inicou um forte rali de alta que acabou levando a criptomoeda a registrar seu maior valor histórico acima de US$ 64 mil.

Os oito dias consecutivos de alta geraram um retorno de 33% aos investidores marcando também o maior ganho percentual do BTC dsde fevereiro. Além disso, a nitidez da recuperação empurrou o Índice de Força Relativa (RSI) diário para perto de uma leitura de sobrecompra pela primeira vez desde março.

Contudo, segundo o analista da FXStreet, Sheldon McIntyre o momento positivo não pode deixar os investidores se levarem pelo hype e com isso perder dinheiro enquanto aguardam uma forte valorização que pode não vir.

McIntyre aponta que o grande movimento de valorização veio depois do Bitcoin cair abaixo de US$ 30 mil porém a rapidez e a magnitude com que o BTC se recuperou da queda desta importante barreira psicológica, levantou dúvidas se a criptomoeda tem capacidade de segurar este valor e romper com novos níveis.

"Esta alta colocou o preço do Bitcoin perto da imponente resistência formada pela alta de 15 de junho de US$ 41.322, a alta de janeiro de US$ 41.986 e a retração de Fibonacci de 38,2% de abril-junho em US$ 42.589. O reforço da faixa de resistência é o SMA de 200 dias estrategicamente importante a US$ 44.644", disse.

Gráfico diário BTC / USD

Preço do Bitcoin

Desta forma ele aponta que com o preço do Bitcoin batendo na porta da resistência, é imperativo observar os níveis de suporte. 

O analista aponta que a primeira camada de suporte é a alta de 29 de junho de $ 36.675, seguida pelo SMA de 50 dias em $ 38.220, resultando em um declínio de 13% em relação ao preço atual. 

Portanto, embora a alta tenha aliviado o momento de queda no BTC, a criptomoeda ainda precisa manter seu valor acima do suporte para não correr o risco de voltar novamente para um movimento de baixa.

"Uma queda abaixo da média móvel em uma base diária introduz preocupação e deixa o preço do Bitcoin vulnerável. Assim, qualquer outra fraqueza abaixo desses níveis confirma um salto do gato morto e um renascimento do processo corretivo", disse.

Já sobre o Ethereum (ETH) o analista aponta que há uma grande probabilidade de que o preço do Ethereum pare de subir em breve.

"Porém, se o suporte enquadrado pela linha de tendência ascendente de 2020, o SMA de 50 dias em $ 2.147 e o SMA de 200 dias em $ 2.120 se mantiverem, a pausa ou retrocesso será mínima e de curta duração", disse.

Mas ele também salienta que para o preço do ETH continuar a subir ele precisa de um fechamento diário acima de US$ 2.450.

Gráfico diário ETH / USD

Mas, por outro lado, se o preço de Ethereum não pode manter a faixa de suporte de US$ 2.041 há uma grande probabilidade do ETH rever os US$ 1.700 que atua como nível crucial para apontar uma tendência de baixa.

LEIA MAIS