O Bitcoin (BTC) atingiu abruptamente a máxima semanal em 2 de novembro, após dias de ação paralela terminarem em um breve, mas forte rompimento.

Gráfico de 1 minuto de BTC/USD (Bitstamp). Fonte: TradingView

A ação positiva retorna para BTC/USD

Dados do Cointelegraph Markets Pro e TradingView seguiram a volatilidade repentina do BTC/USD, que ganhou mais de US$ 1.500 em minutos.

No momento em que este artigo foi escrito, US$ 63.400 formavam o foco em meio aos níveis mais altos do par desde 25 de outubro.

#Bitcoin pronto para sair? pic.twitter.com/EHQnwyke7D

- Michaël van de Poppe (@CryptoMichNL) 2 de novembro de 2021

Para o popular analista Filbfilb e outros, o movimento foi antecipado, com os sinais do gráfico mostrando volatilidade na segunda-feira (01).

“Outro dia tedioso para bitcoin ... ainda lutando em torno da linha MR ... o próximo toque na resistência será um quarto toque da tendência de baixa, então um reteste e um rompimento se ajustam ao que estou procurando”, resumiu ele aos assinantes do canal do Telegram ao lado de um gráfico anotado.

"Não perdemos a linha MR e encontramos resistência lá, mas espero que o próximo movimento aconteça nas próximas 48 horas."

Outros destacaram o índice de força relativa do Bitcoin (RSI) agora acima de 70 - um "prelúdio" clássico para uma nova recuperação estendida.

Amostra pequena, mas historicamente um prelúdio 100% preciso para um rali de vários meses. Pic.twitter.com/McA39f9Fpv

 

-

Conforme relatado pelo Cointelegraph, os níveis de RSI estão sendo cuidadosamente observados para determinar tanto um rompimento quanto uma oportunidade ideal de saída do mercado.

Os fundos espremem ainda mais a oferta de Bitcoin

Tendências de alta se acumularam em todo o ecossistema Bitcoin no início de novembro.

Os dados mais recentes mostram que, além das métricas on-chain no verde, os hábitos de investimento estão ecoando aos de fevereiro - a corrida para os recordes anteriores de US$ 64.900.

Especificamente, os fundos compraram mais BTC em outubro do que os mineradores produziram - o primeiro desde o segundo mês do ano.

Tabela de compras de fundos Bitcoin. Fonte: Jarvis Labs

Os próprios mineradores se tornaram acumuladores em 2021, com apenas o desastre da China em maio causando uma ruptura na tendência.

Gráfico de reservas dos mineradores de Bitcoin. Fonte: CryptoQuant