Embora o preço do Bitcoin (BTC) venha sofrendo para manter seu valor acima de US$ 44 mil e, com isso, tenha decepcionado os investidores de criptomoedas que acreditam em um novo rali de alta já no começo de 2022, para o famoso trader e analista Michaël van de Poppe o mercado de criptoativos está prestes a recuperar a queda do começo do ano.

Assim, segundo ele, o preço do Bitcoin deve continuar negociando lateralmente por mais alguns dias, antes de iniciar um movimento de alta que pode levar novamente a principal criptomoeda do mercado acima de US$ 50 mil.

A perspectiva otimista de van de Poppe também é compartilhada pelos analista da Transfero que destacam o que nos últimos sete dias, encerrados em 13 de janeiro, a cotação do bitcoin ficou acima do suporte de US$ 42,7 mil, o que, de acordo com a empresa, indica um bom momento de recuperação.

A mínima, antes da criptommoeda atingir esse suporte, ficou abaixo de US$ 40 mil. Porém, a equipe da Transfero alerta que o momento é de cautela.

“As médias móveis de 50 (MMS 50) e 200 (MMS 200) estão próximas de cruzar”, apontaram os analistas.

Vale explicar que a Média Móvel Simples de 200 períodos (MMS 200) praticamente representa a média do ano (200 dias) e, por isso, tem um peso muito forte nas análises, sendo considerada um indicador de longo prazo. Já a Média Móvel Simples de 50 períodos (MMS 50) ilustra a média do trimestre e é considerada um indicador de médio prazo.

Dessa forma, o cruzamento dessas médias tem muita importância nas análises gráficas, pois, tradicionalmente, indica a tendência do mercado no longo prazo.

“Neste caso, estaríamos diante de uma “Death Cross” (cruzamento da morte), que seria o cruzamento da MMS50 de cima para baixo da MMS200, o que indicaria uma tendência de baixa para os próximos dias”, pontuaram os especialistas.

No entanto, apesar da tendência de baixa, a empresa ressalta que a volatilidade do BTC vem diminuindo, o que pode indicar que os investidores estão com pensamentos mais voltados para o longo prazo, trazendo maior estabilidade nas oscilações.

Conforme a Transfero, este pensamento de longo prazo, que considera o bitcoin como reserva de valor, é reforçado segundo o gráfico (abaixo), que demonstra o número de holdings de BTC da Grayscale, o qual praticamente não se alterou, mesmo com a queda recente do preço da moeda líder do mercado cripto.

“Apesar do cenário de baixa do mercado, o momento é de segurar os investimentos e aguardar boas oportunidades de compra que surgirem, de acordo com os suportes traçados no gráfico do BTC”, orientou a equipe da Transfero

Qual criptomoeda acompanhar

Como os gráficos sinalizam uma possível recuperação no mercado de criptomoedas puxada pelo aumento no preço do Bitcoin, van de Poppe, destaca que os investidores devem ficar de olho em 4 criptomoedas que podem seguir o BTC rumo a uma nova valorização.

Entre as criptomoedas indicadas pelo trader está o concorrente do Ethereum (ETH), a Harmony (ONE) que segundo ele aponta está eliminando sua área de resistência final e subindo até 71% em relação ao preço atual de US$ 0,32.

“Fortemente otimista aqui. Grandes [resistência ao suporte] flips. Procurando continuação para US$ 0,50-US$ 0,55.”, disse

Em segundo lugar o analista destaca que os traders podem ficar atentos com a Cardano (ADA) que pode iniciar um novo ciclo de alta em seu par em BTC (ADA/BTC) depois de perder mais de 50% de seu valor em cerca de quatro meses.

“Novo ciclo começou? Parecendo muito bem.”, afirmou

A terceira altcoin no radar do analista é a plataforma de metaverso Decentraland (MANA). De acordo com o estrategista de criptomoedas, o MANA deve ficar acima do suporte em US$ 2,50 para ter uma chance de sustentar seu impulso de alta.

“A área crucial parece estar segurando -> continuação de alta?

Por fim, em quarto lugar, o analista destaca que está de olho no The Graph (GRT), uma plataforma que indexa e organiza dados de blockchain. Van de Poppe diz que o GRT deve eliminar sua resistência imediata para gerar impulso de alta.

“Este precisa passar por um nível crucial. Se isso acontecer, a tendência provavelmente se reverterá. Área crucial: entre US$ 0,625 e US$ 0,65.”, finaliza


LEIA MAIS