Em 4 de dezembro, US$ 8,9 bilhões em Bitcoin (BTC) foram movidos na blockchain em uma única hora, excluindo o volume de alterações, que é o Bitcoin que retorna ao remetente.

O alto volume de transações do Bitcoin foi apontado por Rafael Schultze-Kraft, co-fundador da empresa de inteligência de mercado Glassnode. Em um tweet, ele afirmou que um valor tão alto de transação por hora foi o recorde histórico da rede:

"É o maior volume de transações por hora em dólares da história do Bitcoin."

Volume de transações por hora do Bitcoin em dólares americanos. Fonte:tweet

Bittrex é responsável pelo volume

A empresa de Schultze-Kraft aparentemente logo começou a descobrir quem ou qual era o motivo desse pico incomum. Hoje, no dia 5 de dezembro, a Glassnode postou no Twitter que o pico foi causado pela exchange de criptomoedas Bittrex movendo uma grande quantidade de Bitcoin várias vezes.

De acordo com o tweet, a exchange realizou 21 transações on-chain em uma hora, cada uma movimentando cerca de 56.000 BTC (quase US$ 416 milhões), por uma taxa de cerca de US$ 0,60. O tweet também continha um link para os dados referentes à primeira dessas transações.

Curiosamente, as transações ocorreram antes da manutenção da exchange programada para hoje. O Cointelegraph Espanha informou sobre as transações ontem, e a Bittrex disse à agência que não houve invasão.

Embora, no momento, ainda não esteja claro por que as transações ocorreram, alguns especulam que o motivo pode ser que os fundos contidos nas carteiras frias da exchange foram movidos.

De tempos em tempos, a blockchain do Bitcoin mostra atividades aparentemente anômalas, que são explicadas mais adiante. Um dos exemplos mais recentes ocorreu em novembro, quando o mempool da blockchain do Bitcoin estava no seu nível mais alto, desde janeiro do ano passado, sem um pico correspondente no número de transações não confirmadas.