O que é Ethereum e como comprar

O que é Ethereum e como comprar

O Ethereum é uma das redes blockchain mais importantes do mundo, com um ecossistema que abrange uma série de outros projetos e uma criptomoeda nativa, o Ether, que hoje reúne a segunda maior capitalização de mercado dos criptoativos, ficando atrás apenas do Bitcoin.

O Ethereum é baseada em um sistema descentralizado, portanto sem governança central, funcionando de forma totalmente autônoma. A rede blockchain do Ethereum é executada em milhares de computadores de voluntários de todo o mundo, garantindo privacidade e segurança para a rede e para aqueles que formam o sistema. Cada interação na rede e é suportada entre os usuários que participam dela, sem autoridade central envolvida.

Apesar de estar logo atrás do Bitcoin entre as maiores criptomoedas do mundo em valor de mercado, o Ethereum é um projeto bem diferente do BTC. Enquanto o Bitcoin é a criptomoeda pioneira da indústria, criada por Satoshi Nakamoto em 2009, o Ethereum expandiu as inovações propostas pelo BTC, implementando inovações de criptografia, permitindo criação e desenvolvimento aplicativos descentralizados - incluindo outros projetos de criptomoedas - e criando seu próprio sistema de pagamentos.

Essencialmente, o Ethereum é uma plataforma de software distribuído baseada em uma blockchain pública e de código aberto. O sistema Ethereum é suportado por nodes voluntários, que usam poder computacional para manter o consenso do sistema através de contratos inteligentes - e recebem recompensas por isso.

Como nasceu o Ethereum?

A rede Ethereum foi criada em 2013 por Vitalik Buterin, uma das figuras mais proeminentes do mercado de criptomoedas. 

Ele escreveu um white paper para o projeto e implementou, com a ajuda de voluntários, a rede em janeiro de 2014, ao lado de outros nomes importantes da indústria: Mihai Alisie, Anthony Di Iorio, Charles Hoskinson, Joe Lubin e Gavin Wood. 

Hoje, 8 anos depois, o Ether reúne um valor de mercado bilionário e valorização impressionante: O ETH já vale mais de US$ 4.000 por moeda e tem quase US$ 500 bilhões de capitalização.

Além disso, o ecossistema prepara-se para implementar o Ethereum 2.0, ou Serenity, uma atualização na blockchain que promete aprimorar a velocidade, a eficiência e a escalabilidade da rede, capacitando o Ethereum para processar mais transações em menor tempo.

O que é Ether?

A criptomoeda nativa do ecossistema Ethereum, o Ether, é a moeda usada para pagar pelo poder computacional da rede, seja no processamento de transações ou para a execução de projetos dentro do sistema.

O ETH não funciona, porém, como uma criptomoeda apenas, mas também como incentivo para os dApps da rede, recompensando desenvolvedores quando houver necessidade de alterações em aplicativos através de taxas de transação. 

As taxas são calculadas automaticamente com base no gás - ou esforço computacional - da rede, levando em conta também o tempo necessário para a execução do serviço.

Além de ser usado para a rede Ethereum, o ETH também é também importante para muitos outros projetos que rodam no ecossistema Ethereum, servindo muitas vezes como moeda-base de exchanges descentralizadas, projetos de finanças descentralizadas (DeFi), NFTs, entre muitos outros.

Como comprar Ethereum?

Para além do uso nativo do ETH na rede Ethereum, o criptoativo também tem se mostrado uma boa oportunidade de investimento, seja para traders individuais ou até mesmo para grandes fundos de investimentos. 

O Ether também já chegou às bolsas de valores ao redor do mundo, como a CME, de Chicago (EUA), e até à Bolsa de Valores do Brasil, a B3, com dois ETFs de ETH lançados em agosto de 2021, das gestoras Hashdex e QR Capital. 

O ETH também aparece em outros produtos de investimento, como o HASH11, da Hashdex, que replica o Índice de Criptomoedas da Nasdaq, composto por BTC, ETH, LTC, LINK, FILECOIN, BCH, UNI e XLM.

É também possível comprar ETH nas principais exchanges do Brasil e do mundo, entre elas a principal referência do mercado brasileiro, o Mercado Bitcoin, também fundada em 2013.

Hoje, o Mercado Bitcoin está entre as 25 exchanges mais confiáveis do mundo e é a maior plataforma de criptoativos da América Latina, negociando, além do Ethereum, Bitcoin, Bitcoin Cash, Cardano, Dogecoin, Litecoin, Pax Gold, USDC e XRP.