O que são fan tokens e como comprar?

Cointelegraph Brasil
22 OUT 2021
O que são fan tokens e como comprar?
1.

Criptoativos e futebol

Nos últimos anos, o mercado de criptoativos ganhou a confiança da população, com projetos mais voltados ao dia a dia das pessoas, com casos de uso e parcerias que levaram as criptomoedas e a blockchain para lugares antes muito distantes, como o mercado de artes, de produtos de varejo e, finalmente, o dos esportes.

No Brasil, onde o futebol é o esporte mais popular há muitas décadas, muitos clubes tradicionais do Campeonato Brasileiro se interessaram por este mercado. As parcerias, que começaram na forma de patrocínios e ações de marketing – com o Mercado Bitcoin, por exemplo, fazendo história ao se tornar patrocinador da camisa do Vasco da Gama e mais recentemente também do Corinthians – agora já se expandiram para um setor antes inexplorado pelos gigantes do futebol brasileiro: o lançamento de criptoativos oficiais de cada clube, os chamados Fan Tokens, que podem ser comprados, armazenados e negociados pelos torcedores e trazem uma série de vantagens e experiências entre fãs de esportes, atletas e entidades esportivas.

2.

O que são Fan Tokens?

O mercado de Fan Tokens já é bem disseminado em algumas das maiores ligas de esportes do mundo. Uma das referências deste mercado é a Socios.com, que através de seu criptoativo nativo, o Chiliz (CHZ), tem lançado fan tokens oficiais de alguns dos maiores clubes do mundo, como Barcelona (ESP), Juventus (ITA), Paris Saint-Germain (FRA) e Manchester City (ING).

Mas afinal, o que são os Fan Tokens e para que servem esses criptoativos?

O Fan Token, ou “token de torcedor”, é uma representação digital de uma entidade esportiva, ou seja, um criptoativo que representa um time, um clube, uma seleção e às vezes até uma liga esportiva.

Do ponto de vista do torcedor/investidor, o Fan Token é, primeiro, uma oportunidade de investimento, no qual o comprador considera que aquele criptoativo pode valorizar juntamente com o desempenho esportivo da entidade à qual ele pertence.

Além disso, a propriedade do Fan Token permite ao torcedor participar de experiências exclusivas ligadas ao clube, como a votação em decisões esportivas como ídolos a serem homenageados, artes do estádio ou do vestiário, contato com jogadores, visitas ao estádio ao lado de ídolos e até ingressos para os jogos.

No mercado de criptomoedas, este tipo de token, que dá direitos de participação na comunidade, é chamado também de utility token, ou “token de utilidade”.

Já do ponto de vista da entidade esportiva, no caso brasileiro os clubes de futebol, o Fan Token é uma oportunidade de arrecadação de fundos e de estreitar o relacionamento da entidade com seus torcedores e engajar a comunidade que envolve o time.

Vamos a um exemplo? Quando o Paris Saint-Germain anunciou a contratação do ídolo argentino Lionel Messi, o Fan Token do PSG foi usado para viabilizar o pagamento de salários do craque e também foi impactado: o criptoativo valorizou quase 200% depois do anúncio da contratação. Do outro lado, o criptoativo do Barcelona, ex-clube de Messi, desvalorizou com a saída de seu maior ídolo.

3.

Como os times de futebol do Brasil estão lidando com Fan Tokens?

No Brasil, uma série de grandes clubes já aderiu ao mercado de Fan Tokens, com resultados expressivos já nos primeiros dias de negociação.

O primeiro a anunciar sua entrada neste mercado foi o Clube Atlético Mineiro, que formou parceria com a Socios.com para lançar o token $GALO. No primeiro dia de negociação, o fan token do time mineiro vendeu 850.000 unidades e arrecadou US$ 4,5 milhões para o clube.

Logo depois, foi a vez do Sport Club Corinthians Paulista anunciar sua parceria com a empresa, com o lançamento do token $SCCP. Novamente, o primeiro dia de negociação foi um sucesso: o Corinthians também vendeu todos os 850.000 fan tokens em apenas duas horas, batendo todos os recordes da plataforma.

O Clube de Regatas Flamengo também aprovou a parceria para a emissão do token $MENGO, e no primeiro dia de negociação bateu novos recordes, vendendo 1,5 milhão de tokens em 2 horas.

Além deles, há outras iniciativas de criptoativos no mercado brasileiro e que chamam atenção. Em 2020, o Mercado Bitcoin formou uma parceria com o Vasco da Gama para o lançamento de um token que é ligado ao mecanismo de solidariedade da FIFA, que destina parte dos valores envolvidos em negociações de jogadores para o clube formador.

Os donos do token recebem parte destes valores sempre que um jogador formado no clube for negociado. O Cruzeiro Esporte Clube, de Minas Gerais, também fez parceria com a startup blockchain Liqi para oferecer tokens atrelados ao mesmo mecanismo.

No Rio de Janeiro, o Botafogo de Futebol e Regatas também se prepara para lançar um fan token em parceria com a exchange turca Bitci, que também é parceira da Seleção Brasileira de futebol.
 

4.

Como e onde comprar Fan Tokens?

A maior exchange de criptomoedas do Brasil, o Mercado Bitcoin, oferece a maioria dos principais fan tokens oficiais de clubes de futebol e outros esportes do Brasil e do mundo em sua plataforma de negociação.

Os torcedores podem tanto comprar os fan tokens dos clubes brasileiros parcerios da Socios.com quanto moedas de gigantes como Barcelona, PSG, Juventus, Roma, Galatasaray, Manchester City, Seleção Argentina, Atlético de Madrid, entre muitos outros, tendo acesso também às experiências de torcedor de cada um destes tokens esportivos.

Além do futebol, outros fan tokens esportivos estão disponíveis no Mercado Bitcoin, ligados a e-sports, esportes automotivos e até artes marciais.

Os tokens são negociados através da criptomoeda oficial da Socios.com, o CHZ, que pode ser trocado pelos fan tokens e também por reais e outras criptomoedas disponíveis na completa plataforma do Mercado Bitcoin, uma das maiores referências do mercado de criptoativos no Brasil e na América Latina!

Para começar a investir com R$ 50,00 e diversificar sua carteira, basta abrir uma conta no Mercado Bitcoin clicando aqui, desde Setembro a plataforma oferece Taxa Zero de saque em reais para facilitar ainda mais sua vida na negociação de criptoativos dentro da nova economia digital.