O que é Margin Trading e como a operação funciona

Connor Blenkinsop
19 JAN 2021
O que é Margin Trading e como a operação funciona

Partnership Material

1.

O que é Margin Trading?

É quando você faz negócios usando dinheiro emprestado de outra pessoa - ou uma corretora.

Embora as recompensas possam ser potencialmente altas, existem alguns riscos consideráveis que os investidores também precisam levar em conta.

Vamos começar com um exemplo usando dólares. Imagine que você tem US$ 50. No margin trading (também conhecido como negociação de margem) você alavanca US$ 500 com base nessa quantia em dinheiro.

Como você imagina, o princípio no mundo das criptomoedas é bastante semelhante. Digamos que você queira comprar Ethereum equivalente a US$ 1.000, mas você só tem US$ 500 disponíveis. Com a negociação de margem, você poderá emprestar US$ 500 - aumentando o total.

Se seus US$ 1.000 em Ethereum cresceu em valor, ou seja, US$ 1.500, você pode liquidá-lo e devolver os US$ 500 ao credor, deixando um lucro bruto de US$ 500.

Obviamente, o valor das criptomoedas pode diminuir ou subir drasticamente. Em um cenário em que o preço do Ethereum caiu 50%, seu credor pode receber os US$ 500 primeiro, antes de você poder acessar os fundos, podendo te deixar sem nada.

Um outro exemplo, imagine que 1 Bitcoin custe 100 dólares.

Daniela quer investir em Bitcoins porque acredita que o preço da criptomoeda vai subir nos próximos dias, porém só tem US$ 50. Então ela usa a negociação de margin trading para poder alavancar sua posição e apostar na alta.

Assim, ela acessa a exchange que permite a negociação de margem para ela e decide quanto deseja 'apostar'. No exemplo, vamos supor que seja US$ 20, então, como o Bitcoin custa US$ 100 no exemplo, ela vai contrair um empréstimo de US$ 80.

Caso o preço do Bitcoin suba de US$ 100 para US$ 120, então  Daniela apostou na direção correta e pode cobrar seus lucros e encerrar a posição. Assim, ao encerrar a posição ela 'paga' os US$ 80 que emprestou, e fica com os US$ 40 restantes (lucrando assim US$ 20).

E se o preço cair? No caso do exemplo ou Daniela encerra sua posição e perde os US$ 20 ou então o preço pode cair de tal forma que ela ainda fique com dívidas na plataforma. Porém grande parte das exchanges liquida automaticamente as posições alavancadas quando identifica que a 'aposta' está se tornando uma dívida.

Daniela, por meio do margin trading, também poderia apostar na baixa da criptomoeda conforme citamos acima. 

2.

O que são posições long e short?

Esses dois termos estão relacionados ao fato de um trader acreditar que uma criptomoeda aumentará ou diminuirá de valor.

Uma posição 'long' ( ou posição comprada) diz respeito a uma estratégia em que o investidores  acredita que o Bitcoin ou Ethereum que você acabou de comprar aumentará em valor ao longo do tempo - e através da alavancagem, isso poderia ampliar seus ganhos (ou as perdas que você tiver). No long, o investidor assume os riscos da posição comprada porque acredita na valorização do ativo. 

Por outro lado, você pode acreditar que uma dessas criptomoedas está prestes a sofrer uma queda no valor - e é aí que uma posição short (vendida) é útil. Como exemplo, vamos imaginar que você acha que o Bitcoin, negociado a US$ 7.000, cairá de preço. Então você vende seu Bitcoin por US$ 7.000 - e depois o compra de volta quando cai para US$ 6.400. Depois de concluída essa transação, isso representa um ganho de US$ 600. Da mesma forma, você pode alavancar sua posição de venda, aumentando sua posição em Bitcoin após a queda do ativo. 

3.

Quais são os riscos mais comuns no margin trading?

O fato de muitas criptomoedas serem tão voláteis significa que o margin trading só é recomendada se você tiver feito sua pesquisa e tiver experiência.

Perder seu próprio dinheiro ao negociar com criptomoedas pode ser bastante desagradável, mesmo sem que os fundos emprestados de outros investidores entrem na equação.

O principal risco a ser levado em conta é que você tem o potencial de perder todo o seu investimento inicial ao entrar em uma operação de margin trading, especialmente se seu foco estiver em altcoins com baixo volume e alta volatilidade.

Se um de seus negócios começar a perder dinheiro, sua margem poderá ser "liquidada". Digamos que você esteja negociando com uma proporção de 2: 1, onde cada dólar que você investe é igualado por outra pessoa. Aqui, sua posição será liquidada quando o valor cair em cerca de 50%, para preservar os fundos do credor.

É possível injetar mais dinheiro para impedir que isso aconteça, mas isso pode causar perdas substanciais se acumularem rapidamente. Às vezes, trata-se de saber como reduzir suas perdas.

4.

As operações de margem são regulamentadas?

Eles são regulados com uniformidade nas bolsas de valores convencionais - mas as regras podem variar entre plataformas de criptomoedas.

Tudo isso pode estar prestes a mudar. Por exemplo, conforme relatado pelo Cointelegraph, a JVCEA (Associação de Câmbio de Moedas Virtuais) do Japão deseja limitar o valor que os traders de margin trading podem emprestar - aplicando um limite que é quatro vezes maior que o investimento.

Explicando seu plano para um meio de comunicação chinês, a JVCEA disse: "Visamos impedir que os investidores sofram muitas perdas devido à súbita flutuação de preço da moeda virtual".

A conformidade regulamentar tornou-se uma prioridade depois que a exchange Coincheck foi vítima de um grande hack em janeiro, com 523 milhões de moedas NEM no valor de $ 534 milhões sendo perdidas em janeiro.

Outras grandes exchanges, como a OKEx, já limitam a alavancagem a três vezes a quantidade de capital que um investidor possui. Já a Kraken oferece até cinco vezes a alavancagem, mas apenas para usuários que verificaram sua identidade. O número de pares ainda é restrito, e alguns pares envolvendo euros não estão disponíveis em alguns estados dos EUA.

5.

Dicas para obter os melhores resultados no margin trading

Antes de tudo, lembre-se de que é o seu dinheiro em jogo.

Geralmente, o margin trading deve ser considerada como um investimento de curto prazo - principalmente pela volatilidade selvagem que frequentemente domina o mercado cripto.

Você nunca deve investir mais do que pode perder, e sempre vale a pena definir limites que o tiram automaticamente de um investimento sempre que ele cai abaixo de um determinado nível. Da mesma forma, a definição de metas de lucro também garante que você saia de uma negociação no momento ideal.

Mais uma vez, o margin trading é uma tipo de negociação avançada, para traders com grande experiência no mercado e que não deve ser feita sem completo conhecimento dos riscos associados. 

Você sempre deve levar em consideração quaisquer custos que possam surgir como parte de sua margem de negociação - como taxas de plataforma e taxas de juros para os credores - e sempre vale a pena ganhar experiência e confiança negociando primeiro com seu próprio dinheiro.

6.

O Margin Trading está disponível em todas as exchanges de criptomoedas?

A maioria, mas não todas

Como mencionamos anteriormente, empresas como OKEx e Kraken implementaram o margin trading, mas algumas das maiores exchanges, como Binance ainda sem oferecer negociação de margem. A Huobi ativou a negociação de margem no começo de 2018, com o serviço também disponível na HitBTC, Bitfinex e Bithumb.